Mourão Panda/América
Mourão Panda/América

América-MG aposta no futebol competitivo para vencer a primeira fora de casa

Com seis pontos, time mineiro aparece com a terceira melhor campanha do Brasileirão, mas ainda não pontuou longe do Independência

Estadão Conteúdo

05 Maio 2018 | 07h50

O América-MG ilustra a parte de cima da tabela de classificação, mas ainda não venceu fora de casa no Campeonato Brasileiro. Neste sábado, às 19 horas, enfrenta o Vasco no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, pela quarta rodada. O clube vem de duas vitórias importantes em Belo Horizonte - contra Sport e Vitória -, mas caiu para o Flamengo, também na capital carioca.

+ Confira a tabela de classificação do Campeonato Brasileiro

+ Sob intensa pressão, Vasco quer amenizar crise com vitória sobre o América-MG

+ Após expulsão, Sheik escapa de punição e pode ser titular no Corinthians

Com seis pontos, o América-MG aparece com a terceira melhor campanha, pelo saldo de gols, já que derrotou o Sport por 3 a 0 na primeira rodada. A derrota para o Flamengo por 2 a 0 freou a animação da torcida, mas o triunfo em cima do Vitória por 2 a 1 retomou a boa campanha neste início da competição.

É nesta boa largada que o técnico Enderson Moreira se baseia para acreditar em um crescimento do time, inclusive, em jogos fora de casa. "O importante é mantermos um bom nível de jogo, bem competitivo. E fizemos isso nos três jogos, inclusive, tanto na vitória sobre o Sport, por 3 a 0, como na derrota para o Flamengo. Os resultados fora de casa vão vir naturalmente. Só falta um pouco de confiança" garantiu.

A principal novidade do técnico deve ser o retorno do goleiro João Ricardo, que ficou mais de 50 dias se recuperando de uma lesão na coxa direita e finalmente está liberado pelos médicos. Ele não atua desde as quartas de final do Campeonato Mineiro, no dia 17 de março, quando o clube venceu o Boa por 1 a 0. Agora entra no lugar de Jori.

O volante Leandro Donizete, expulso contra o Vitória, terá que cumprir suspensão e nem viajou com o grupo para o Rio de Janeiro. Por isso, é provável que Enderson Moreira promova a entrada de Wesley, ex-Palmeiras e São Paulo, que ainda não conseguiu se firmar entre os titulares. Ele fará o seu primeiro jogo como titular - já entrou em outras três partidas, nos minutos finais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.