Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

América-MG contrata Michel Bastos para sequência da temporada

Jogador de 35 anos estava sem clube desde a rescisão de contrato com o Palmeiras

Redação, Estadão Conteúdo

22 de maio de 2019 | 17h10

Com um início de Série B do Campeonato Brasileiro preocupante - um ponto em quatro jogos -, a diretoria do América-MG resolveu apostar na contratação de um medalhão para iniciar a reação da equipe. O escolhido foi o experiente Michel Bastos, de 35 anos.

Lateral-esquerdo de origem, o novo reforço do América-MG vem atuando como meia nas últimas temporadas. Ele é aguardado em Belo Horizonte nesta sexta-feira para realizar exames médicos e, se for aprovado, vai assinar contrato até o fim da disputa da Série B.

"Acertamos com um jogador que não está assinado, mas chega na sexta-feira e vai agregar muito. É o Michel Bastos. Provavelmente vai encerrar a carreira aqui. É uma coisa interessante. Está fechado", revelou o presidente do clube, Marcus Salum.

Michel Bastos está sem clube desde que não teve o contrato renovado com o Palmeiras em dezembro do ano passado. No segundo semestre, ele foi emprestado ao Sport e fez parte do elenco rebaixado para a Série B. Foram 23 jogos e quatro gols.

Por conta do tempo parado, Michel Bastos deve demorar um pouco para estrear pelo América-MG, que entra em campo na segunda-feira, contra o Coritiba, às 20 horas, no Independência, pela quinta rodada da Série B.

A CARREIRA DO REFORÇO

Revelado na base do Pelotas, Michel Bastos viveu os melhores momentos da sua carreira no futebol europeu. Em 2010, quando estava no Lyon-FRA, foi convocado para defender a seleção brasileira na Copa do Mundo. Ele ainda passou por Lille, Schalke 04, Al Ain (Emirados Árabes Unidos) e Roma.

No Brasil, quando ainda atuava como lateral, Michel Bastos defendeu Athletico-PR, Grêmio e Figueirense. O retorno ao país se deu em 2014 para jogar pelo São Paulo. Sua passagem pelo Morumbi durou três temporadas.

Em 2017, Michel Bastos acertou com o Palmeiras e disputou 37 jogos. No ano seguinte, não teve um bom início e acabou sendo emprestado ao Sport, onde fez parte da campanha do rebaixamento no Brasileirão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.