Mailson Santana/Fluminense
Mailson Santana/Fluminense

América-MG e Flu empatam em jogo fraco e seguem em posições intermediárias

Separadas por apenas um ponto, equipes ficam mais próximos da zona de rebaixamento do que do grupo dos seis primeiros colocados

Ricardo Magatti, especial para a AE, Estadão Conteúdo

19 Agosto 2018 | 21h16

Em jogo morno, com poucos lances de perigos, América Mineiro e Fluminense empataram sem gols na noite deste domingo, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois times tiveram dificuldades na criação das jogadas e não conseguiram balançar as redes.

Os melhores lances da partidas foram criados pelo Fluminense e tiveram a participação de Pedro, que foi convocado pelo técnico Tite para os amistosos da seleção brasileira. As tentativas foram evitadas no segundo tempo pelo goleiro João Ricardo, um dos poucos que se destacou em campo.

A partida na capital mineira foi tão monótona que a expulsão de Aderlan, lateral-direito do América, nos minutos finais, ganhou destaque. No lance, o jogador, mesmo caído, agrediu o atacante Everaldo com um chute.

O resultado mantém as duas equipes coladas na tabela, separadas por apenas um ponto, e em posições intermediárias, mais próximos da zona de rebaixamento do que do grupo dos seis primeiros colocados. O time carioca é o nono, com 23 pontos, e a equipe mineira, a décima.

O Flu chegou ao quarto jogo sem vitória no torneio nacional - duas derrotas e dois empates - e o América acumula a terceira partida seguida sem triunfar, com duas igualdades e um revés neste período.

Os dois times voltam a campo na próxima quarta-feira, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O América Mineiro visita o Sport, às 21 horas, na Ilha do Retiro, no Recife. O Fluminense recebe o Corinthians no Maracanã, às 21h45.

O JOGO

A falta de criatividade dos dois times marcou o duelo em Belo Horizonte. Como já havia acontecido na última derrota para o Internacional, o setor de criação do Flu foi praticamente nulo. Ao menos a defesa, armada com três zagueiros por Marcelo Oliveira, foi mais segura nas investidas que sofreu do rival mineiro.

Sornoza, sobrecarregado no meio-campo, não conseguiu fazer a diferença com assistências ou mesmo nos arremates e bolas paradas, e ainda teve de ser substituído após levar uma joelhada de Leandro Donizete, o que fez o time sofrer ainda mais parar criar. Na frente, Pedro, quase isolado, brigou em todos os lances, tentou algo diferente, mas passou em branco. Everaldo e Matheus Alessandro pouco fizeram nos lados do campo.

Na primeira etapa, a joia do time tricolor teve em seus pés as chances mais perigosas em uma cobrança de falta ensaiada em que ele exagerou na força e em uma finalização fraca, defendida por João Ricardo. As oportunidades mais claras de gol no primeiro tempo foram do América, com Rafael Moura e Carlinhos. O primeiro mandou para fora a chance que teve e o segundo, sozinho dentro da área, isolou de forma incrível.

Na etapa final, o Flu cresceu de produção, mas não o suficiente para sair com a vitória do Independência. Matheus Alessandro e Gilberto tiveram as duas melhores chances do time no jogo, mas pararam em João Ricardo, que fez um milagre com os pés para evitar a segunda tentativa e manter o placar zerado.

No final, com quatro atacantes em campo e um homem a mais após a expulsão de Aderlan, que agrediu Everaldo com um chute, o time tricolor foi para cima mas, novamente, não teve êxito. Pedro, no último suspiro, tentou marcar de bicicleta, mas finalizou sem direção.

FICHA TÉCNICA:

AMÉRICA-MG 0 x 0 FLUMINENSE

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Aderlan, Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Juninho, Leandro Donizete, Wesley e Ruy; Luan (Ademir) e Rafael Moura (Matheusinho). Técnico: Adilson Baptista.

FLUMINENSE - Júlio César; Ibañez (Marcos Júnior), Gum e Digão; Gilberto, Richard, Jadson (Jodi), Sornoza (Everaldo) e Ayrton Lucas; Matheus Alessandro e Pedro. Técnico: Marcelo Oliveira.

CARTÃO AMARELO - Não houve.

CARTÃO VERMELHO - Aderlan (América-MG).

ÁRBITRO - Caio Max Augusto Vieira (RN).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.