América-MG empata com o Guarani e segue em 2.º lugar

Sem mostrar um bom futebol, o América-MG desperdiçou a chance de se isolar na liderança do Campeonato Brasileiro da Série B ao empatar, por 1 a 1, com o Guarani, nesta sexta-feira, no estádio Independência, em Belo Horizonte, na abertura da 12.ª rodada. O time mineiro é vice-líder, com 26 pontos, igual ao líder Criciúma, que tem um jogo a menos - neste sábado recebe o Paraná. Mas perdeu os 100% de aproveitamento em casa, onde já tinha acumulado cinco vitórias. Do outro lado, o Guarani está com 12 pontos, em 14.º lugar.

AE, Agência Estado

20 de julho de 2012 | 23h05

O primeiro tempo começou em alta velocidade, com o time da casa indo para cima do visitante. Mas foi o Guarani, em um contra-ataque, que criou uma grande situação de gol. Thiaguinho invadiu na área e foi derrubado por Leandro Ferreira. O árbitro, corretamente, marcou pênalti. Mas na cobrança, Schwenck "cantou" o lado e o goleiro Neneca caiu bem do lado direito e fez o encaixe na bola, aos quatro minutos.

Bem rápido, Neneca se transformou de herói em vilão. Aos 13 minutos, o zagueiro Everton Luis fez o recuo para o goleiro, que tentou sair jogando, mas perdeu a dividida com Schwenck. O atacante foi mais rápido, se levantou e empurrou a bola para as redes. Guarani, 1 a 0.

O América-MG, porém, foi para cima e conseguiu o empate em um pênalti, contestado pelos bugrinos. Bruno Recife tocou nas pernas de Alessandro, que saltou e vibrou com a penalidade máxima. Na cobrança, o experiente Fábio Júnior foi implacável: deslocou Emerson, que caiu do lado esquerdo e viu a bola entrar do outro lado. Tudo igual aos 24 minutos.

No começo do segundo tempo, o Guarani adiantou a marcação e quase fez o segundo gol aos dois minutos. Danilo Sacramento arriscou o chute de longe e a bola explodiu na trave direita de Neneca, que fez o golpe de vista. Deu sorte.

Mas o jogo ficou muito truncado, centralizado no meio de campo. Aos 25 minutos, Bruno Recife fez uma falta e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso. Com um a menos, o Guarani priorizou a marcação e o time mineiro se mostrou incapaz de penetrar na defesa ou de finalizar com precisão.

A 13.ª rodada será aberta na próxima terça com a presença do América-MG em Varginha (MG) diante do Boa, às 21 horas. O Guarani só entra em campo no outro sábado, dia 28, em Campinas, contra o Atlético Paranaense, às 16h20.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 1 x 1 GUARANI

AMÉRICA-MG - Neneca; Boiadeiro, Gabriel, Everton Luis e Bryan (Adeilson); Agenor, Leandro Ferreira, Rodriguinho (Junior Timbó) e Pará; Alessandro e Fábio Júnior. Técnico: Givanildo Oliveira.

GUARANI - Emerson; Chiquinho, André Leone, Neto e Bruno Recife; Fábio Bahia, Ademir Sopa (Jackson), Danilo Sacramento e Kleiton Domingues (Medina); Thiaguinho (Rodrigo Arroz) e Schwenck. Técnico: Osvaldo Alvarez (Vadão).

GOLS - Schwenck, aos 13, e Fábio Júnior (pênalti), aos 24 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Sandro Meira Ricci (Fifa/PE).

CARTÕES AMARELOS - Leandro Ferreira (América-MG); Danilo Sacramento (Guarani).

CARTÃO VERMELHO - Bruno Recife (Guarani).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.