América-MG joga contra o líder Palmeiras em Londrina para diminuir prejuízos

Além do baixo rendimento no campo, clube também enfrenta problemas no elenco

Estadão Conteúdo

09 Outubro 2016 | 06h40

Com seus torcedores desacreditados e o iminente rebaixamento, o lanterna América-MG agora tenta diminuir o prejuízo financeiro na elite do Campeonato Brasileiro. Por isso, a diretoria do clube aproveitou o duelo contra o líder Palmeiras neste domingo, às 17 horas, pela 29.ª rodada, para aumentar a receita e vendeu o mando de campo para um grupo de empresários. O duelo acontecerá no estádio do Café, em Londrina (PR).

O elenco também começa a ficar mais enxuto. Depois de perder a posição de titular nas últimas rodadas, o zagueiro Suéliton foi afastado do elenco - o clube chegou a informar que o contrato havia sido rescindido, mas a assessoria do jogador negou.

Entre os que ficam, o discurso vai na linha de a esperança é a última que morre. "Temos que encarar esse jogo, que será super difícil, e tentar uma vitória. Nós pegamos o Santos quando eles eram líderes do campeonato e conseguimos uma vitória. Para muitos é uma coisa impossível, mas nós que estamos no meio da 'bola', sabemos como é. Temos condições, sim, de surpreender e para isso temos que trabalhar firme, acreditar e ter atitude dentro de campo", comentou o volante Juninho.

O jogador volta de suspensão e reforçará o meio de campo da equipe. O restante da formação titular não foi confirmada pelo técnico Enderson Moreira. A tendência é que o treinador mantenha a base da derrota por 3 a 0 diante do Coritiba na última rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.