Carlos Gregório Jr./Vasco.com.br
Carlos Gregório Jr./Vasco.com.br

América-MG se reabilita e impõe a terceira derrota seguida ao Vasco

Técnico Alberto Valentim acumula o terceiro jogo com derrota no comando da equipe

Estadão Conteúdo

06 Setembro 2018 | 22h24

O Vasco continua se complicando no Campeonato Brasileiro e chegou à terceira derrota seguida, se aproximando perigosamente da zona do rebaixamento. Na partida que fechou a 23.ª rodada, o time carioca perdeu para o América-MG por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Independência, em Belo Horizonte.

Com a vitória, o time da casa chegou a 29 pontos, ocupando a nona colocação e se recuperando da derrota para o Vitória, por 1 a 0, na rodada passada. O Vasco, com 24 pontos, é o primeiro time fora da zona do rebaixamento, com apenas um ponto a menos do que Sport e Ceará, que abrem o grupo da degola.

Praticamente só o América atacou no primeiro tempo. Com mais posse de bola e finalizações, o time da casa dominou as ações e pressionou até os 30 minutos, quando Carlinhos abriu o placar. A defesa do Vasco afastou cruzamento na área e o lateral pegou a sobra de primeira, sem deixar a bola cair, superando o goleiro Martín Silva, que vinha salvando o time carioca.

Sete minutos mais tarde, Carlinhos quase marcou o segundo. O experiente lateral-esquerdo cobrou falta no ângulo esquerdo, mas a bola parou na trave. O Vasco voltou com uma postura diferente na segunda etapa e passou a ser mais presente no campo de ataque. Aos 17 minutos, Yago Pikachu cruzou e Maxi López cabeceou e acertou o travessão.

A pressão continuou até os 31 minutos, quando Maxi López foi derrubado por Matheus Ferraz dentro da área e o árbitro catarinense Héber Roberto Lopes marcou pênalti. O próprio Maxi López cobrou com perfeição e empatou a partida. No entanto, a alegria do Vasco durou pouco. Apenas três minutos mais tarde, Aderlan cruzou da direita e Gerson Magrão bateu cruzado de primeira e garantiu a vitória americana.

No desespero, o Vasco ainda tentou evitar a derrota. A chance surgiu aos 48 minutos, em um cabeceio de costas de Marrony e no qual o goleiro João Ricardo fez um milagre ao espalmar para escanteio. Ele garantiu a vitória americana no dia em que completou 30 anos e vestiu a camisa com o número 200, em referência ao número de jogos disputados pelo clube desde 2014.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O América recebe o Ceará em mais uma partida no Independência, enquanto o Vasco enfrenta o Vitória no Barradão, em Salvador.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA-MG 2 X 1 VASCO

AMÉRICA-MG - João Ricardo; Norberto (Aderlan), Messias, Matheus Ferraz e Carlinhos; Leandro Donizete, David, Wesley (Juninho), Gerson Magrão (Lincoln) e Giovanni; Luan. Técnico: Adilson Batista.

VASCO - Martín Silva; Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva e Henrique; Desábato (Andrey), Raul, Yago Pikachu (Marrony), Wagner e Thiago Galhardo (Andrés Ríos); Maxi López. Técnico: Alberto Valentim.

GOLS - Carlinhos, aos 30 minutos do primeiro tempo. Maxi López, aos 31, e Gerson Magrão, aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Héber Roberto Lopes (SC).

CARTÕES AMARELOS - Matheus Ferraz (América-MG); Desábato (Vasco).

RENDA - R$ 48.329,00.

PÚBLICO - 5.061 pessoas.

LOCAL - Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG).

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.