América-MG segura empate e confirma retorno à elite do futebol brasileiro

Equipe mineira terminar a Série B na quarta posição, com 63 pontos, um a mais que a Portuguesa

AE, Agência Estado

27 de novembro de 2010 | 19h31

CAMPINAS - O torcedor do América Mineiro finalmente pôde comemorar. Neste sábado à tarde, o time sofreu, mas arrancou um empate sem gols com a Ponte Preta, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela última rodada da Série B. O resultado confirmou o retorno à elite do Campeonato Brasileiro após nove anos.

Veja também:

Série B - tabela Classificação / lista Tabela

linkPortuguesa vence Sport, mas não consegue o acesso

Com o empate, o América chegou aos 63 pontos e se manteve na quarta colocação, ficando apenas um ponto à frente da Portuguesa e garantindo a presença na elite, o que não acontecia desde 2001. Enquanto isso, o time campineiro se manteve na modesta 14.ª colocação, com 48 pontos.

Antes da partida, os torcedores pontepretanos protestaram contra a diretoria na frente do estádio, devido a fraca campanha nesta Série B - o time paulista chegou a figurar na vice-liderança da tabela, mas caiu de rendimento no returno. Enquanto isso, os mineiros compareceram em grande número e fizeram uma bela festa no Moisés Lucarelli.

A Ponte Preta foi muito superior ao América no primeiro tempo, que se preocupava apenas em se defender, pois o empate daria o acesso. Os campineiros criaram as melhores oportunidades e quase abriram o placar aos 23 minutos, quando o zagueiro Gabriel tentou tirar a bola e quase mandou contra o próprio gol, acertando o travessão.

Assim como no primeiro tempo, a Ponte Preta começou mais atenta na etapa final e criou lances perigosos, como o chute de Reis em cima do goleiro Flávio, que mandou pela linha de fundo. O América estava satisfeito com o empate e, mais recuado, apostava apenas no contra-ataque. A torcida mineira, que compareceu em bom número do Majestoso, comemorou muito após o apito final. Os jogadores foram até as arquibancadas e fizeram a festa dentro do gramado.

Ponte Preta - 0 - Gilson; Guilherme; Diego Jussani, Naldo e Bruno Collaço; Jonata Escobar, Josimar, Souza (Galvão) e Pablo Escobar (Mateus); Reis (Richard Falcão) e Daniel Lovinho. Técnico: Givanildo Oliveira.

América-MG - 0 - Flávio; Otávio, Preto e Gabriel; Sheslon, Dudu, Leandro Ferreira, Hélton Luiz (Thiago Silvy), Irênio (Nando) e Rodrigo; Fábio Júnior. Técnico: Mauro Fernandes.

Cartões amarelos - Otávio, Mateus e Josimar.

Árbitro - Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ).

Renda - R$ 17.945,00.

Público - 1.427 pagantes.

Local - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.