Mourão Panda/América
Mourão Panda/América

América-MG sofre novas mudanças, mas promete ser competitivo contra Flamengo

Mineiros recebem o rubro-negro carioca neste domingo, às 16 horas, no Independência

Estadão Conteúdo

26 Agosto 2018 | 06h50

Depois de uma vitória convincente sobre o Sport, por 2 a 0, na Ilha do Retiro, o técnico Adilson Baptista vai ser obrigado a fazer muitas alterações no América-MG para enfrentar o Flamengo neste domingo, às 16 horas, no Independência, em Belo Horizonte. Mas mantém a expectativa de somar pontos e ficar longe da ameaça de rebaixamento. No momento, ocupa posição intermediária, com 25 pontos.

O treinador não poderá contar com o zagueiro Messias e o atacante Luan, ambos suspensos pelo terceiro cartão amarelo. Assim, Paulão, ex-Vasco, deve assumir a vaga na defesa, enquanto Rafael Moura é o favorito para começar no comando de ataque.

Além dos dois desfalques, Adilson ainda tem uma dúvida, já que o meia Ruy sente dores na coxa direita e será reavaliado no dia da partida. Caso não consiga atuar, Gerson Magrão e Renan Oliveira aparecem como opções.

Por outro lado, o América conta com o retorno dos laterais Aderlan e Carlinhos. Os dois cumpriram suspensão na última rodada e voltam ao time titular, respectivamente, nos lugares de Juninho e Giovanni. Mas Juninho estava improvisado e volta a atuar no meio-campo, no lugar de Gerson Magrão.

Todas estas mudanças são vistas pelo técnico como circunstanciais. "A gente sabe que o Campeonato Brasileiro é intenso e exige o máximo do elenco. Então, este entra e sai deve ser considerado normal. Tanto que vencemos fora com algumas novidades e agora vamos mexer novamente. Mas espero que o rendimento do time seja mantido, de maneira que possamos mostrar um futebol competitivo".

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.