América-MG/Divulgação
América-MG/Divulgação

América-MG supera o Botafogo-SP e sobe para o 3º lugar na Série B

Equipe mineira chega aos 29 pontos e abre seis do Avaí, o quinto colocado e o primeiro time fora da zona que dá vaga à Série A

Redação, Estadão Conteúdo

16 de outubro de 2020 | 21h53

Com um dos gols em uma linda cobrança de falta de Marcelo Toscano e outro de pênalti, o América-MG emplacou a terceira vitória consecutiva na Série B do Campeonato Brasileiro e se firmou no G-4 - a zona de acesso à primeira divisão - ao bater o Botafogo-SP por 2 a 1 na noite desta sexta-feira, no estádio Santa Cruz, pela 16ª rodada. Rafinha, nos acréscimos, diminuiu para o time paulista.

O América dorme na terceira posição, com 29 pontos, abrindo seis do Avaí, quinto colocado. O Botafogo, por sua vez, conheceu a sua quinta derrota no estádio Santa Cruz e a terceira consecutiva na competição. O time de Ribeirão Preto tem 14 pontos, na 17ª colocação, abrindo a zona de rebaixamento.

O primeiro tempo foi amarrado, com poucas oportunidades de gol. O time da casa teve um leve domínio, mas viu o adversário equilibrar na parte final. Sem conseguir criar, a equipe mineira apostou no talento de Ademir, que estava apagado. O único lance de perigo foi em um chute da intermediária de Geovane, nas mãos do goleiro Darley.

Pelo lado do Botafogo, Wellington Tanque teve a chance de colocar seu time na frente do marcador. Após bela jogada de Bady, o atacante recebeu dentro da área, mas errou o alvo. A segunda tentativa veio depois de passe de Ronald. O chute ficou na grande defesa de Matheus Cavichioli.

O panorama do segundo tempo não mudou muito. O jogo continuou truncado, coube à individualidade ser decisiva. Aos 11 minutos, Marcelo Toscano cobrou falta com precisão, no ângulo de Darley. A bola saiu em curva e passou pelo lado da barreira. O gol serviu de punição ao clube paulista, que fez muitas faltas durante toda a partida.

O Botafogo sentiu o gol e deu mais espaço para o América, que começou a mandar em campo. Em grande jogada de Ademir, o atacante limpou a marcação e jogou para Geovane. Ele chutou cruzado, caprichosamente, pela linha de fundo. Léo Passos, em cabeçada, quase fez o segundo. A bola passou rente à trave.

Aos 35, o América enfim ampliou. Jordan derrubou Léo Passos dentro da área e o árbitro marcou pênalti. O próprio atacante foi para a cobrança para fazer 2 a 0. O Botafogo ainda descontou aos 49 minutos, em cobrança de pênalti de Rafinha. Mas não dava nem para sonhar com o empate, porque logo em seguida o jogo acabou.

Na próxima rodada, o América enfrenta o Brasil de Pelotas na terça-feira, às 16h30, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG). No mesmo dia, às 19h15, o Botafogo visita o CSA no Rei Pelé, em Maceió (AL).

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO-SP 1 x 2 AMÉRICA-MG

BOTAFOGO-SP - Darley; Valdemir, Jordan, Robson (Walisson Maia) e Gilson; Victor Bolt (Ferreira), Elicarlos (Jeferson) e Bady (Dodô); Rafinha, Ronald e Wellington Tanque (Judivan). Técnico: Claudinei Oliveira.

AMÉRICA-MG - Matheus Cavichioli; Diego Ferreira, Messias, Anderson Jesus e Sávio; Zé Ricardo, Geovane (João Paulo) e Marcelo Toscano (Rickson); Ademir (Thalys), Léo Passos (Guilherme) e Felipe Azevedo (Felipe Augusto). Técnico: Lisca.

GOLS - Marcelo Toscano, aos 11, Léo Passos, aos 35, e Rafinha aos 49 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jordan e Robson (Botafogo); Geovane e Rickson (América).

ÁRBITRO - Diego da Costa Cidral (SC).

LOCAL - Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.