Estevão Germano/América-MG
Estevão Germano/América-MG

América-MG tenta último suspiro contra o Bahia para evitar o rebaixamento

Tropeço para o time baiano com um empate da Chapecoense com o Corinthians confirma o time mineiro na Série B

Estadão Conteúdo

25 de novembro de 2018 | 06h46

Após ser goleado por 4 a 0 pelo Palmeiras na última quarta-feira, o América-MG se complicou muito na briga contra o rebaixamento no Brasileirão. A queda pode ser concretizada já neste domingo, quando o time do técnico Givanildo Oliveira recebe o Bahia, às 19 horas, na Arena Independência, pela 37.ª e penúltima rodada.

Em 18º lugar, com 37 pontos, o América tem três pontos a menos que a Chapecoense, 16ª colocada, com 40 pontos. Uma derrota para o Bahia somada a um empate do concorrente catarinense com o Corinthians confirma o time mineiro na Série B de 2019. No caso de uma vitória, a decisão será adiada para a última rodada.

No comando do time há três rodadas, o técnico Givanildo Oliveira tem uma difícil missão pela frente, após duas derrotas e uma vitória. "Nós vamos tentar fazer o que é preciso, ou seja, vencer os dois jogos. E pronto", diz o técnico.

Givanildo não revelou o time que vai a campo, mas é certo que não terá à disposição o atacante Ademir, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo. O substituto para a vaga em aberto no setor ofensivo não foi revelado.

Aylon é a alternativa natural, mas se recupera de uma entrose no tornozelo direito e será reavaliado pelo departamento médico. Caso seja vetado, Robinho deve ser o escolhido, enquanto Marquinhos e Ruy correm por fora. Outra mudança será o retorno do volante Zé Ricardo, que cumpriu suspensão contra o Palmeiras, no lugar de Christian.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.