América-SP com medo da arbitragem

A arbitragem está preocupando os jogadores do América contra o Corinthians, domingo, em São José do Rio Preto. Principalmente após as atuações dos árbitros Robério Pereira Pires e Wilson Luiz Seneme, que marcaram pênaltis duvidosos nas partidas do time paulistano contra Juventus e Ponte Preta, nos dois últimos jogos do Corinthians. O escolhido para apitar o jogo de domingo foi o Cléber Wellington Abade. No entanto, a escolha já gerou um certo desconforto. Alguns jogadores chegaram a lembrar que o árbitro apitou a partida Atlético Sorocaba 2 x 2 Corinthians, na abertura do Paulistão. Na oportunidade, ele marcou dois pênaltis polêmicos, um para cada lado. Sobre as últimas arbitragens no clube do Parque São Jorge, goleiro Gustavo não titubeou em afirmar que "na dúvida os árbitros sempre favorecem o Corinthians". O técnico Roberval Davino, porém, evita criar polêmicas e espera ver seu time ganhar dentro de campo. "Meu negócio é treinar e montar bem o time. O resto fica por conta da diretoria". No dia anterior, os jogadores demonstravam preocupação com o péssimo estado do gramado do estádio Benedito Teixeira, o Teixeirão. O técnico Davino pretende não fazer grandes mudanças no time que empatou com o Atlético Sorocaba, e 1 a 1. O esquema 3-5-2 será mantido. A única dúvida está na ala direita, onde Jorginho, que não vem agradando, pode ser sacado para a improvisação do ala-esquerdo Alex Albert.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.