Bruno Cantini/ Divulgação
Bruno Cantini/ Divulgação

América vira sobre Atlético e mantém Cruzeiro na liderança

Vitória com um jogador a menos deixa dono do Independência empatado no topo; equipe de Levir Culpi cai para o terceiro lugar

Estadão Conteúdo

22 de fevereiro de 2015 | 18h00

O América-MG se aproveitou da decisão do Atlético-MG de jogar com um time formado basicamente por reservas para superar o oponente em clássico válido pela quarta rodada do Campeonato Mineiro. No Independência, com uma virada construída após ter um jogador expulso, o América derrotou o Atlético por 2 a 1.

O resultado também foi comemorado pelo Cruzeiro, afinal, a equipe agora lidera o Campeonato Mineiro com dez pontos, mesma pontuação do América, mas com saldo de gols superior - 6 a 3. Já o Atlético caiu para a terceira colocação ao permanecer com nove pontos.

Os times fizeram um duelo equilibrado, mas de baixo nível técnico no primeiro tempo. O América dificultou as ações atleticanas ao marcar a saída de bola, especialmente no começo da etapa inicial. Assim, o time se resumiu a um lance perigoso, um cabeceio de Carlos, para fora.

" SRC="/CMS/ICONS/MM.PNG" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

O América também não se saiu muito melhor. Logo no começo do jogo, teve boa chance em chute forte da entrada da grande área de Diego Lorenzi. E só não abriu o placar aos 28 minutos por causa de uma bela defesa de Victor em cabeceio de Alison após cobrança de escanteio de Mancini.

No segundo tempo, a partida pareceu ficar favorável ao Atlético quando André converteu pênalti cometido por Patrick, que foi expulso, em Cesinha, aos 13 minutos. Mas o América reagiu logo depois, se aproveitando da desorganização defensiva do Atlético para virar o placar do jogo.

" SRC="/CMS/ICONS/MM.PNG" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;" CLASS="IMGEMBED

O gol de empate saiu aos 19 minutos e foi marcado por Bryan. Na jogada, o lateral arrancou da intermediária, aplicou um chapéu no seu marcador e chutou forte da intermediária. 

Melhor em campo, o América teve um gol anulado, por impedimento, de Diego Lorenzi. E, logo depois, aos 31 minutos, conseguiu a virada após Edcarlos cometer pênalti em Felipe Amorim. Mancini, com passagens pelo Atlético, converteu a cobrança, e definiu o triunfo.

Após sofrer a segunda derrota consecutiva - perdeu para o Colo Colo por 2 a 0 na estreia na Libertadores - o Atlético volta a jogar na próxima quarta-feira. Em duelo válido pela Libertadores, o time vai receber o mexicano Atlas no Independência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.