Americano: tradição em atrapalhar o grandes

O Americano é um time pequeno do Rio de Janeiro sem a mesma tradição de América e Bangu. Porém, nos últimos anos, a equipe de Campos tem sido a grande pedra no sapato de Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo. No atual Campeonato Carioca, o Alvinegro foi quem mais sofreu com o bom desempenho do Americano, perdendo a vaga às semifinais nos dois turnos.Assim como na Taça Guanabara, o Fluminense será mais uma vez o adversário do time de Eduardo Viana, presidente da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj). Aliás, este é um assunto que gera muitas discussões. Principalmente porque as outras equipes acusam os árbitros de serem coniventes e favorecerem o Americano nas partidas no estádio Godofredo Cruz.O Flamengo foi a primeira vítima na competição quando teve dois gols regulares anulados pelo juiz. O Rubro-Negro acabou conseguindo empatar por 1 a 1. Depois, quem sofreu com a péssima arbitragem foi o América.A equipe sofreu dois gols em impedimento, ambos confirmados pelo árbitro. Mas o time de coração de Eduardo Viana também tem seus méritos. Com um elenco razoável, é o único invicto na Taça Rio.Fundado no dia 1º de junho de 1914, o Americano Futebol Clube luta para recuperar as glórias do passado no Rio de Janeiro. O escudo na camisa tem nove estrelas, em homenagem ao eneacampeonato do antigo Estado do Rio, conquistado entre 1967 e 1975. Outro título de destaque foi o da Terceira Divisão do Campeonato Brasileiro, em 1987.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.