Bruno Cantini/Divulgação
Bruno Cantini/Divulgação

Amistoso entre Atlético-MG e Estudiantes é cancelado

Nota publicada no site do clube argentino explica que 'questões de logística e de tempo para a organização' levaram ao cancelamento

Estadão Conteúdo

10 de janeiro de 2015 | 14h28

O Atlético Mineiro cancelou um dos amistosos internacionais previstos para serem realizados durante a sua pré-temporada. Neste sábado, o Estudiantes comunicou que o duelo com a equipe mineira, que estava previsto para acontecer em 24 de janeiro, não será mais disputado.

Em nota oficial publicada em seu site, o Estudiantes explicou que "questões de logística e de tempo para a organização" levaram os clubes a adiarem a realização do amistoso. Mas a equipe argentina segue disposta e encarar o Atlético-MG em duas partidas, em Belo Horizonte e em La Plata, nos próximos meses.

O Estudiantes sugere, inclusive, que os clubes avaliem a possibilidade dos amistosos serem realizados nas datas disponibilizadas pela Fifa para compromissos das seleções nacionais ou durante a disputa da Copa América.

"A ideia de ambas instituições, tanto do Estudiantes de La Plata como do Clube Atlético Mineiro, é continuar aprofundando os laços de amizade que vem mantendo nos últimos anos", afirmou o Estudiantes.

Em 2009, o Estudiantes conquistou o título da Copa Libertadores ao derrotar o Cruzeiro por 2 a 1, no Mineirão, o que provocou enorme festa dos torcedores atleticanos em Belo Horizonte, com gestos de carinho reconhecidos pelo time argentino, que inclusive desfilou pelas ruas de La Plata, no seu retorno, com uma bandeira do clube mineiro.

Apesar do cancelamento desse amistoso, o Atlético-MG ainda tem um compromisso agendado para a sua pré-temporada. O time vai enfrentar o Shakhtar Donetsk, no Independência, em 21 de janeiro. O primeiro compromisso oficial será em 1º fevereiro, também no Independência, diante do Tupi, pelo Campeonato Mineiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.