Amoroso já contra o River Plate

Neste sábado, enquanto Paulo Autuori comandava o último treino do São Paulo antes da partida deste domingo, o Centro de Treinamento da Barra Funda estava lotado de jornalistas à espera de Amoroso, o escolhido pela diretoria para ser o substituto de Grafite, que ficará fora de ação até o fim do ano."Essa negociação está rolando desde o ano passado, quando me desliguei do Borussia Dortmund. Alguns clubes do Brasil e da Europa me procuraram e preferi optar pelo Málaga. Agora, pela estrutura e pelo peso da camisa, escolhi o São Paulo", afirma Amoroso, que assinou contrato com o São Paulo até dezembro.A contratação do atacante, no entanto, não o garante no primeiro jogo contra o River Plate, quarta-feira, no Morumbi. O São Paulo corre contra o tempo para inscrever o atleta até segunda-feira à noite para que ele tenha condição de jogo, como prevê o regulamento da Conmebol. "Eu já trouxe a carta de liberação do Málaga. Agora o São Paulo só precisa de um documento da federação espanhola reconhecendo que eu não sou mais jogador do Málaga", explica.O diretor de futebol Juvenal Juvêncio não vê motivos de preocupação para a regularização de Amoroso junto à CBF e, em seguida, à Conmebol. "Já pedimos a transferência da federação espanhola. Na segunda de manhã, ele deve estar disponível para ser inscrito", disse.Se tudo der certo, Amoroso provavelmente herdará a camisa número 9 que pertenceu a Grafite apenas na Libertadores, porque no Campeonato Brasileiro o atacante jogará com a 37.Amoroso garante estar bem fisicamente para jogar o quanto antes. Porém, enquanto o restante do elenco estiver se preparando para o jogo contra o Botafogo, o novo reforço do São Paulo estará treinando sozinho. "Não acredito que terei problemas para me readaptar ao futebol brasileiro. Se jogasse em outra posição, talvez demorasse um pouco mais. Como sou goleador, só preciso estar dentro da área", assinala.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.