Amoroso sai do jogo aliviado

O atacante Amoroso - autor de dois gols na vitória do São Paulo sobre o Al Ittihad, na estréia da equipe no Mundial de Clubes da Fifa - se disse aliviado após a partida. ?Foi muito difícil esse jogo. Nós já esperávamos dificuldade, porque havia a pressão pela estréia. O time saudita é bom e jogava muito motivado. Mas agora, que já passou, e podemos pensar com mais tranqüilidade na final?, disse o jogador. Além das dificuldades do jogo, Amoroso viveu momentos de tensão nos dias que antecederam a estréia. O jogador assinou um pré-contrato com a equipe japonesa do FC Tóquio, numa atitude que irritou a diretoria do São Paulo. O atacante - maior esperança de gols da equipe no torneio - não apenas abriu negociações com os japoneses, como instituiu no pré-contrato uma multa de US$ 500 mil para o caso de rescisão. O presidente Marcelo Portugal Gouvêa ficou aborrecido ao saber do acordo e deixou claro que o clube não fará nada de especial para manter o jogador. A negociação irritou também os torcedores. Alguns que se deslocaram até o Japão foram procurar o jogador e pedir empenho. Amoroso não se abalou com as pressões e marcou os gols que deram a vitória ao Tricolor.O atacante garante não ter preferência em relação ao adversário da final - entre Liverpool e Saprissa - que se enfrentam amanhã de manhã. ?São dois grandes times e eu não tenho preferência. Temos de estar preparados para qualquer adversário?, disse ele na entrevista oficial, concedida à tevê àrabe antes de seguir para os vestiários.

Agencia Estado,

14 de dezembro de 2005 | 10h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.