Análise: 'O jejum do Ramadã não deve prejudicar a saúde'

Religião tem como pressuposto o respeito à integridade física e o respeito à decisão individual de acatar ou não a restrição

Ali Hussein El Zoghbi*, O Estado de S. Paulo

27 de maio de 2018 | 07h00

O Ramadã é um mês para, nós, muçulmanos abençoado, de devoção, onde temos uma multiplicação dos atos de caridade. É um período de purificação.

Os jogadores praticam uma tividade de alta performance e a gente sabe que isso provoca um desgaste muito grande. O Alcorão nos transmite que a pessoa que estiver viajando não tem necessidade de cumprir o Ramadã e poderá cumprir depois do retorno, em condições mais adequadas. Grande parte dos atletas estão viajando, então não precisam fazer o jejum.

Temos personalidades religiosas importantes no mundo islâmicos que falam que dado ao desgaste do esporte, as pessoas podem nesse momento não fazer o jejum. Pois aos olhos de Deus, a integridade física deve ser preservada. 

O jejum do Ramadã preconiza que não deve ser prejudicial à saúde humana. Se isso ficar comprovado, Deus estabelece que não se deve fazer o jejum se isso prejudicar. Por outro lado, o atleta tem livre arbítrio. Baseado na sua condição física e na sua vontade, estabelecer se deve ou não fazer o jejum. É muito uma intenção individual e a percepção clara de que não vai se prejudicar.

Os jogadores muçulmanos como Ozil, Fellaini e Pogba ajudam a quebrar estereótipos negativos sobre a religião. Fica a percepção bastante clara de pessoas totalmente comprometidas com a sua sociedade, os seus países, e ao mesmo tempo mostram o islamismo como uma religião de paz e de respeito às diferenças. Não existe uma conduta coercitiva. É muito mais uma conduta invididual do fiel quando ele opta.

* Vice-presidente da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.