Anapolina vai tentar barrar o Palmeiras

Apesar da boa campanha na Série B - está em 10º com 16 pontos ganhos -, a Anapolina está vivendo dias de ansiedade: quer parar o ataque palmeirense, o vice-líder da competição com 20 pontos, anulando Wagner e Muñoz - se este último jogar. Com ousadia, o time dirigido por Wanderley Paiva ainda tem a pretensão de tentar a vitória para crescer mais na competição. Anapolina e Palmeiras jogam amanhã, às 21h40 no estádio Jonas Duarte, em Anápolis, e terá arbitragem de Marcos Antônio Barros Café (DF). Sem o volante Donizete e o meia Cláudio, suspensos, o técnico Wanderley Paiva já decidiu que vai impor marcação forte onde se destacam dois zagueiros e três volantes. Mas dará espaço para o meia Cacá, a estrela do time, para as jogadas de contra-ataque em velocidade. "Sem dúvida o Palmeiras é uma grande equipe mas queremos parar o Verdão", defende o técnico Wanderley Paiva. Sabendo que vai enfrentar um adversário poderoso, que possui jogadores valorosos, a Anapolina deve entrar em campo com uma formatação diferente. Daí a dúvida sobre a escalação na lateral-esquerda, entre Robinho e Patrick, e no meio-campo com André Goiano ou Natan, para jogar mais avançado ou recuado dependendo da escalação ou não de Muñoz. "Nós estamos com disposição para buscar a vitória", repete Cacá, que formará o ataque com Leonardo Goiano e Jorginho. "Mas jogar com a torcida ao nosso lado vai ajudar muito mais", acredita. Como os ingressos estão sendo vendidos antecipadamente, acredita-se que o estádio de Anápolis, a 50 quilômetros de Goiânia, terá sua capacidade de 12 mil pagantes esgotada. Fora a formação, o time ganhou outros incentivos para derrotar os palmeirenses: cada jogador recebeu, hoje, o salário do mês de junho com a promessa de receber dívidas do campeonato regional na semana que vem. O presidente do clube, o ex-deputado federal Pedro Canedo, vai distribuir R$ 4 mil em prêmios, o que vai acrescentar cerca de R$ 200 aos salários médios de R$ 3 mil, se o time vencer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.