Ancelotti admite crise e diz que PSG 'não é um time'

PARIS - Os milhões investidos no Paris Saint-Germain para esta temporada não fizeram com que o clube ganhasse tranquilidade. Mesmo com nomes como Ibrahimovic, Thiago Silva, Pastore, entre outros, a equipe tem encontrado dificuldades no Campeonato Francês e, após a derrota em casa para o Rennes, por 2 a 1, no último sábado, perdeu a liderança da competição para o Lyon.

AE, Agência Estado

18 de novembro de 2012 | 14h48

A situação irritou o técnico Carlo Ancelotti, que exaltou os valores individuais dos jogadores, mas avaliou que o PSG ainda não conseguiu criar um padrão. "É inacreditável, uma enorme decepção. Nossa atitude não e boa. Nós ainda não temos uma equipe sólida com uma boa atitude. Temos apenas o individual. Estou aqui para construir um time, que ainda não somos."

A insatisfação de Ancelotti ficou evidente em suas palavras. O técnico italiano chegou a afirmar que o time parisiense passa por uma crise e precisa de mudanças "urgentes". "Precisamos estar mais concentrados, mais determinados e duros. Não está certo. Precisamos de mais velocidade e intensidade. Não tenho medo de dizer que estamos em crise", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.