Ancelotti critica opinião de Joseph Blatter: 'É impossível calar a boca'

Ancelotti critica opinião de Joseph Blatter: 'É impossível calar a boca'

Técnico discorda de presidente da Fifa, que diz que Neuer deveria ser o Bola de Ouro do ano; italiano vê Cristiano Ronaldo à frente

O Estado de S. Paulo

29 de outubro de 2014 | 09h15

Carlo Ancelotti não ficou muito feliz ao saber que Joseph Blatter gostaria que o goleiro Manuel Neuer deveria ganhar a Bola de Ouro de 2014. Durante coletiva nesta quarta-feira, antes da partida contra o Cornellà, pela Copa da Espanha, o técnico do Real Madrid discordou de forma enfática do presidente da Fifa e disse que Cristiano Ronaldo deve receber mais uma vez o prêmio de melhor jogador do mundo.

"É impossível calar a boca do presidente da Fifa. Não há muito o que pensar. O ano de Cristiano (Ronaldo), marcando gols e ganhando títulos importantes, faça que não há dúvida que a Bola de Ouro será dele. Por isso as palavras dele não possuem muito sentido", disse o italiano.

Antes do lançamento oficial do logotipo da Copa do Mundo de 2018, Joseph Blatter havia dito na terça-feira a jornalistas russos que para ele, o melhor jogador de 2014 deveria o goleiro do Bayern de Munique, que também recebeu luva de ouro na Copa do Mundo.  

Um dos favoritos ao prêmio de melhor treinador do ano, o italiano foi modesto ao falar de sua nomeação. "Eu gostaria de ganhar, mas o maior prêmio eu já recebi, que era ganhar a Liga dos Campeões", disse o técnico, que irá concorrer com nomes como Joachim Löw, Pep Guardiola, Diego Simeone e Jose Mourinho.

Dentre os 23 jogadores escolhidos para concorrer ao prêmio de melhor jogador do ano, apenas Neymar é brasileiro. Além do atacante do Barcelona, a lista conta também com Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, como também grandes nomes da atualidade como gareth Bale, Bastian Schweinsteiger e James Rodríguez. O nome do Bola de Ouro de 2014 será anunciado no Kongresshaus, em Zurique, em baile de gala que será realizado dia 12 de janeiro de 2015.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.