Christian Bruna/EFE
Christian Bruna/EFE

Ancelotti defende Pickford em lance com Van Dijk: 'Foi um contato mal programado'

'Ele chegou um pouco mais tarde, mas a sua intenção era tentar apanhar a bola e não machucar', avaliou o treinador

Redação, Estadão Conteúdo

22 de outubro de 2020 | 10h42

Carlo Ancelotti, técnico do Everton, saiu em defesa do goleiro Jordan Pickford, nesta quinta-feira. Ele está sendo bastante criticado pela entrada violenta no zagueiro Virgil van Dijk, do Liverpool, em partida válida pelo Campeonato Inglês. O treinador alegou que a atitude de seu arqueiro não foi proposital. 

"Acho que foi um contato mal programado. O fato de a jogada ter sido tão rápida, não é tão difícil chegar um pouco mais tarde", disse Ancelotti, que ainda acrescentou: "Isso pode acontecer. Ele chegou um pouco mais tarde, mas a sua intenção era tentar apanhar a bola e não machucar Virgil van Dijk". 

O técnico italiano afirmou que as críticas sobre o goleiro foram exageradas e ainda disse que considerar o lance "premeditado e estúpido", como avaliou o meio-campista Georginio Wijnaldum, dos Reds, não é justo. "Pickford está muito desapontado e triste com tudo que está acontecendo", revelou.

Van Dijk será submetido a uma cirurgia e só deverá voltar aos gramados dentro de oito meses. A federação inglesa decidiu não punir Pickford. O goleiro não recebeu advertência do juiz no momento do lance, pois a jogada estava paralisada em decorrência da posição de impedimento do defensor do Liverpool.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.