Sergio Perez / Reuters
Sergio Perez / Reuters

Ancelotti diz que Benzema pode ser eleito melhor do mundo: 'como vinho, melhora com a idade'

Atacante tem excelente começo de temporada no Real Madrid e já havia terminado a última em alta

Redação, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2021 | 19h30

Karim Benzema tem números impressionantes na atual temporada do Real Madrid: em apenas sete jogos pelo Campeonato Espanhol, são oito gols e sete assistências. Aos 33 anos, não é exagero dizer que o atacante francês vive a melhor fase da carreira, o que levou o técnico do time espanhol, Carlo Ancelotti, até mesmo a considerá-lo uma possível escolha para o prêmio Bola de Ouro, dado pela revista France Football ao eleito melhor jogador do mundo.

“Sim, eu acho que, pelo que ele está fazendo e pelo que fez na última temporada, tem que estar na lista de jogadores que podem ganhar a Bola de Ouro. Tendo dito isso, Karim tem tempo para ganhá-la. Eu não acho que esta será sua última temporada. Karim é como vinho. Ele melhora com a idade", afirmou o treinador italiano, antes do Real Madrid enfrentar o Villarreal - partida que acabou empatada em 0 a 0.

A bola de ouro não foi concedida para ninguém em 2020 por conta da pandemia, e a edição de 2021 vê os tradicionais concorrentes Cristiano Ronaldo e Messi com menos chances, pelas temporadas ruins de Juventus e Barcelona - embora o argentino também esteja cotado pelo título na Copa América. Assim, nomes como Kevin de Bruyne, do Manchester City, e Kanté e Jorginho, do Chelsea, aparecem como possíveis ganhadores.

Como a Bola de Ouro considera o ano do calendário e não a temporada europeia, Benzema também tem bons números: entre fevereiro e junho, marcou 13 gols em 15 jogos no Campeonato Espanhol, além de também ter balançado as redes em confrontos com Chelsea e Atalanta na Liga dos Campeões. Como ponto contrário, há o fato do Real Madrid não ter conquistado títulos.

CAVALHEIRISMO

Se não fez gol contra o Villarreal, Benzema chamou a atenção por um gesto de cavalheirismo antes da bola rolar no Santiago Bernabéu. O pontapé inicial da partida foi dado pela tricampeã paralímpica do triatlo Susana Rodríguez, mas o sapato dela saiu voando no chute. Benzema buscou o calçado e ajudou a medalhista de ouro a colocá-lo de novo, gesto aplaudido por companheiros de time e adversários.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.