Ancelotti diz que 'investiria alto' para ter Ronaldinho

Técnico do Milan apóia idéia de Berlusconi e pede investimentos para tirar o brasileiro do Barcelona

Efe,

20 de dezembro de 2007 | 11h45

O técnico do Milan, Carlo Ancelotti, afirmou que pagaria o que fosse necessário para poder contar com o meia-atacante brasileiro Ronaldinho Gaúcho, atualmente na reserva do Barcelona.   Veja também:  Ronaldinho sofre desvalorização de R$ 38 milhões em um ano   "Ele é um jogador que gosto muito... Quem não gostaria de contratá-lo?", pergunta o técnico em entrevista ao jornal La Gazzetta dello Sport. "Ele tem muita qualidade, mas está passando por um momento difícil, que não o permite render o máximo. Mas é um grande atleta."   "Por ele, vale a pena juntar todo o dinheiro, até do próprio bolso", afirma Ancelloti.   As declarações do técnico foram dadas após uma afirmação do presidente do clube italiano, Silvio Berlusconi, que disse que caso o Barcelona pedisse muito dinheiro por Ronaldinho Gaúcho, poderia ser feita "uma coleta entre todos os torcedores do Milan" para comprá-lo.   A proposta da coleta foi aceita por políticos de Milão, como Paolo Bianco (centro-direita) e Basilio Rizzo (centro-esquerda).   Ainda segundo o jornal, "todos no Milan observam com atenção os passos de Ronaldinho no Barcelona".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.