Emilio Naranjo/EFE
Emilio Naranjo/EFE

Ancelotti pede 'cabeça fria' ao Real para buscar virada em dérbi

Após perder por 2 a 0 no jogo de ida para o rival Atlético de Madri, treinador não quer pressa para fazer os gols e pede intensidade

Estadão Conteúdo

14 de janeiro de 2015 | 11h39

O Real Madrid terá uma tarefa extremamente difícil pela frente nesta quinta-feira. Depois de perder por 2 a 0 na ida, a equipe precisa vencer o rival Atlético de Madrid por três gols de diferença no Santiago Bernabéu se quiser garantir vaga nas quartas de final da Copa do Rei. O técnico Carlo Ancelotti admitiu a dificuldade do confronto, mas deu a receita para que seus comandados alcancem o objetivo.

"Sabemos jogar contra o Atlético porque nos conhecemos muito bem. Precisamos de uma partida de intensidade, mas também jogar com a cabeça fria. Temos 90 minutos para virar e não precisamos ter pressa", declarou nesta quarta-feira.

Ancelotti não poupou elogios ao rival e avaliou que ter o elenco completo para o confronto pode ser fundamental. Ele contará com todos os jogadores para a partida, inclusive o meia Jesé, que se recuperou de contusão e deve ficar como opção no banco de reservas.

"Acho que a intensidade é chave para jogar contra o Atlético. É a melhor equipe da Europa para defender, tem uma organização fantástica. Jesé está bem para jogar desde o começo, totalmente recuperado. Toda a equipe está bem e teve tempo para se recuperar", comentou Ancelotti.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.