Juan Carlos Hidalgo/EFE
Juan Carlos Hidalgo/EFE

Ancelotti promete 'temporada de felicidade' para o Real

Francês chega para substituir José Mourinho, que deixou o clube após três temporadas

AE-AP, Agência Estado

26 de junho de 2013 | 10h29

MADRI - Apresentado oficialmente nesta quarta-feira como novo técnico do Real Madrid, Carlo Ancelotti prometeu um futebol "espetacular" e uma temporada de "felicidade" no novo clube. O francês chega para substituir o português José Mourinho, que deixou o clube após três temporadas marcadas por polêmicas, em que conquistou um título do Campeonato Espanhol e outro da Copa do Rei.

"Esta temporada será uma temporada de felicidade para o Real Madrid", afirmou o treinador, durante a sua apresentação no Estádio Santiago Bernabéu. "Meu objetivo é claro, o clube de mais prestígio do mundo tem que ganhar jogando um futebol espetacular. É sua história e sua tradição".

Ancelotti chega ao Real Madrid após rescindir o seu contrato com o Paris Saint-Germain, clube com o qual conquistou o título do Campeonato Francês na temporada passada. Como jogador, o italiano foi um excelente meio-campista, que conquistou um título europeu pelo Milan. Depois, como treinador do mesmo time, venceu por duas vezes a Liga dos Campeões. Também dirigiu o Chelsea e a Juventus, entre outras equipes.

Sua grande meta agora é ganhar o décimo título da Liga dos Campeões pelo Real Madrid, uma obsessão do presidente do clube, Florentino Pérez, que Mourinho não conseguiu atingir. O português conduziu o time espanhol até as semifinais nas três temporadas que dirigiu o time.

"Tenho a ambição e a responsabilidade de ganhar a décima. Todos os anos o treinador tem essa responsabilidade. É uma grande motivação que pode ajudar a fazer um grande trabalho", disse Ancelotti, que foi muito elogiado pelo presidente do Real Madrid.

"Carlo é alguém que está acostumado com as mais altas pressões dos bancos mais intensos, ainda que deva saber e creio que sabe que nada do que viveu será similar ao que lhe espera neste mítico clube", disse Pérez. "Estamos sem dúvida diante de um dos grandes técnicos do mundo, um homem que, além disso, foi uma das peças essenciais do que muitos consideram como o melhor Milan do mundo".

Para atingir os seus objetivos, Ancelotti terá a ajuda do ex-jogador Zinedine Zidane, que será um dos seus auxiliares. "Foi um jogador fantástico e decidiu ter um papel de treinador. Estou feliz por trabalhar ao seu lado, tem experiência. Será um assistente muito bom, além do assistente que tenho normalmente", disse o italiano, que evitou comentar sobre reforços. "O elenco é muito bom. Nos próximos dias vamos falar sobre as necessidades".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.