Anderson chega ao Cruzeiro com foco na Libertadores

A Copa Libertadores realmente tem se transformado na menina dos olhos de muitos jogadores brasileiros. Nesta terça-feira, na apresentação do zagueiro Anderson no Cruzeiro, o ex-atleta do São Paulo chegou falando em conquistar o título da competição pelo clube mineiro. Não à toa, o defensor assinou com a equipe de Belo Horizonte até 15 de julho, data logo após a reservada para a final do torneio continental. "É o sonho de qualquer clube brasileiro ganhar uma Libertadores. A gente sabe a dificuldade que é, já tive a oportunidade de disputar pelo Corinthians. Realmente você tem que ter uma equipe forte, experiente, com qualidade para que possa acontecer isso. O Cruzeiro venceu duas vezes, e vamos buscar o terceiro título", afirmou Anderson.Segundo o diretor de futebol do Cruzeiro, Eduardo Maluf, apesar do zagueiro ter a permanência garantida no Cruzeiro somente até o meio do ano, ainda existe a possibilidade de renovar o seu empréstimo até o fim de 2009. Tudo dependo do Lyon, clube francês com o qual Anderson tem contrato vigente. O período curto, no entanto, não parece ser problema para o jogador, que revelou sua intenção anterior de defender o Cruzeiro. "Em 2007 eu tive a oportunidade de vir para cá, mas infelizmente o Benfica colocou vários empecilhos e a gente acabou não conseguindo", disse o zagueiro, que pretende atuar bem para pleitear novamente um lugar na seleção brasileira. "Espero praticar o mesmo futebol que eu pratiquei em outras equipes, conquistar títulos como eu conquistei em todos os lugares que passei."No Cruzeiro, Anderson será comandado pelo técnico Adilson Batista. O curioso é que o defensor já treinou ao lado de seu futuro treinador quando era juvenil do Corinthians, em 2000, e Adilson ainda estava em atividade como jogador. Lembrando o fato, Anderson não perdeu a oportunidade de elogiar o técnico. "A gente treinou muitas vezes juntos, não chegamos a jogar. Ele jogava muita bola. Mesmo tendo dificuldades por causa do joelho, era um jogador muito talentoso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.