Anderson marca e Manchester United derrota Tottenham

Com a vitória, a equipe do brasileiro segue na briga pelas primeiras posições, três pontos atrás do líder Chelsea

AE, Agencia Estado

12 de setembro de 2009 | 16h21

O Manchester United mostrou superação neste sábado. Jogando fora de casa, o time de Alex Ferguson não se abateu ao sofrer um gol no primeiro minuto de jogo e nem com o fato de jogar quase todo o segundo tempo com um jogador a menos. Apesar das dificuldades, bateu o Tottenham, por 3 a 1, de virada, pela quinta rodada do Campeonato Inglês.

Veja também:

Inglês 2009/10 - tabela Classificação / Calendário / Resultados

especialALEMÃO - Leia mais sobre o campeonato

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Com a vitória, o Manchester segue na briga pelas primeiras posições da tabela. Soma 12 pontos, três a menos que o líder Chelsea. E, de quebra, igualou a pontuação do Tottenham, que ocupava a vice-liderança antes de começar a rodada.

Neste sábado, o Tottenham saiu na frente com um golaço de bicicleta de Defoe. O gol precoce assustou os visitantes, que demoraram para entrar no jogo. O empate veio aos 25 minutos, em boa cobrança de falta de Giggs. A virada veio minutos depois, aos 41, dos pés do brasileiro Anderson.

Os donos da casa voltaram melhor após o intervalo e ficaram próximos do empate. Logo aos 10 minutos, Peter Crouch acertou o travessão. A situação do Manchester ficou mais complicada aos 14 minutos, quando Scholes recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

O Tottenham era melhor em campo e tentou aproveitar o bom momento para empatar. Mas, aos 33 minutos, Rooney acabou com as chances dos donos da casa e garantiu a vitória do Manchester.

O Manchester volta a campo já na terça-feira, em sua estreia na fase de grupos da Liga dos Campeões, diante do Besiktas, da Turquia. Pelo Inglês, a equipe encara o Manchester City no próximo domingo, no Old Trafford. O Tottenham terá pela frente o líder Chelsea, fora de casa, no mesmo dia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.