Andrade minimiza folga do Flamengo no carnaval

Ninguém diz abertamente no Flamengo, mas a grande preocupação do clube não é o Botafogo, adversário da semifinal da Taça Guanabara, na quarta-feira de cinzas. O que está tirando o sono da diretoria é o espírito carnavalesco de grande parte do elenco.

AE, Agencia Estado

12 de fevereiro de 2010 | 19h12

Mas o técnico Andrade parece não compartilhar do temor e minimiza a possibilidade de os jogadores chegaram para o clássico desgastados pela festa. "Jogador de futebol sempre gostou de carnaval e isso não vai mudar nunca. Na minha época tinha jogador que desfilava em cinco, seis escolas de samba e ninguém falava nada. Tinha bloco dos jogadores saindo fantasiado de piranha", disse Andrade. que ainda brincou. "Desfilar não deixa de ser um exercício físico".

Apesar do tom descontraído, o treinador não se furtou a pedir comedimento de seus comandados. O atacante Vágner Love, pelo menos, parece ter ouvido e também apelou para os companheiros não exagerarem. "Não dá para virar a noite acordado três dias, beber todas. Aí ninguém vai conseguir correr na quarta", ponderou Love.

Depois do treino matinal desta sexta-feira, os jogadores só voltam a se apresentar na tarde de segunda-feira. Muito tempo para Adriano e Cia. se esbaldarem pela cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.