André Cruz sonha com a seleção

Desde que o técnico da seleção brasileira, Luis Felipe Scolari, admitiu que pode dar chance a alguns jogadores que atuam em Portugal nos amistosos que o Brasil fará na Europa, alguns atletas estão ansiosos com a possibilidade de serem escolhidos. Os atacantes Deco, do Porto, e Jardel, do Sporting, foram os nomes mais comentados. Mas há quem reclame por uma nova chance com a camisa verde e amarela: é o zagueiro André Cruz, do Sporting, que sonha em voltar à seleção para disputar a Copa de 2002."Infelizmente, o futebol português não é tão badalado como o italiano ou o espanhol. Mas estou em plena forma física e super motivado", disse o zagueiro de 33 anos, que no último sábado marcou os dois gols do seu time na vitória sobre o Beira Mar. E foram bem ao seu estilo - cobrando falta com a perna esquerda, merecendo destaque nos principais jornais do país. A Bola destacou em seu título principal "Mestre André", enquanto O Jogo foi mais incisivo com "Mísseis Cruz", que garantiram a liderança isolada do Sporting no Campeonato Português, com 36 pontos.André Cruz está atuando como líbero. Já marcou seis gols no Português e faz planos para volta ao Brasil depois da Copa do Mundo. "Meu sonho é ser titular da seleção e depois encerrar a carreira em algum grande clube do Brasil", comentou, antes de iniciar a concentração para disputar a final da Copa de Portugal, nesta terça-feira, diante do Alverca, em Lisboa. No primeiro jogo houve empate sem gols.Se André Cruz nunca teve uma chance de atuar com Felipão na seleção ou fora dela, seus registros na CBF são antigos. Em 1984 ele atendeu sua primeira convocação para a seleção infantil. No ano seguinte, disputou o Mundial da categoria na China, para em 1987 defender o Brasil no Mundial Juvenil do Chile e ser campeão Pan-Americano em Indianápolis. Esteve em Seul, como vice-campeão olímpico, ao lado de craques como Taffarel, Dunga, Romário e Bebeto.Em 1989 foi campeão da Copa América e disputou as eliminatórias para a Copa de 90, na Itália. Em 1998, na França, mesmo se juntando à delegação machucado, ele foi reserva do Brasil.Além de seu extenso currículo na CBF, André Cruz confia em sua experiência no futebol europeu. Revelado pela Ponte Preta, em 89 ele teve uma rápida passagem pelo Flamengo. De 90 a 94 defendeu o Standart Liege (Bélgica), depois passou pelo Nápoli da Itália (94-97), Milan (97/98), Torino (99) e Sporting (2000-2002). Na temporada de 2000 ele foi capitão do Sporting, campeão português, derrubando a dupla Benfica e Porto."Tenho certeza que, se o Felipão me chamar, vou agarrar a chance e ficar com uma vaga na Copa", finalizou.

Agencia Estado,

07 de janeiro de 2002 | 16h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.