Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

André Dias mostra otimismo após gol e triunfo sobre o Cruzeiro

'Nossa luta pelo título não vai ficar só na conversa', garantiu o zagueiro são-paulino depois da vitória no Morumbi

AE, Agencia Estado

28 de setembro de 2008 | 19h59

O zagueiro André dias não costuma desconversar quando o São Paulo fica devendo, e tem autocrítica de assumir que poderia render mais. Neste domingo, porém, após marcar o gol que abriu o caminho da vitória sobre o Cruzeiro, por 2 a 0, seu discurso tinha um tom totalmente diferente. O jogador comemorou a boa fase que vive e se mostrou otimista quanto à seqüência do Brasileirão. Veja também: São Paulo bate o Cruzeiro e encosta nos líderes do Brasileirão Brasileirão Série A - Classificação Brasileirão Série A - Calendário/Resultados Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão Ouça os gols no Território Eldorado"Passamos o ano todo devendo, mas isso vai ficar para trás", disse André Dias. "Disputar a próxima Libertadores é bem possível e temos de provar, agora, que nossa luta pelo título não vai ficar só na conversa". Com o triunfo, o São Paulo não entrou no G-4, mas aparece na quinta posição, com 46 pontos, mesma pontuação do quarto colocado Flamengo.Autor do primeiro gol do São Paulo, aos 35 minutos do segundo tempo, o zagueiro não quis saber de ser considerado herói - o gol de Jancarlos saiu no último lance da partida. Mostrando espírito de companheirismo, dividiu os méritos com o meia Jorge Wagner, responsável pela cobrança do escanteio que resultou na abertura do marcador. "Treinamos esta jogada a semana toda e ela é bem aproveitada porque o Jorge Wagner bate muito bem na bola", lembrou André Dias.Remanescente do grupo são-paulino que foi campeão brasileiro em 2007, André Dias fez questão de enaltecer a volta da mesma postura daquela temporada. "Voltamos a marcar forte e era assim no ano passado, quando vencíamos por 1 a 0, 2 a 0. Voltou esse espírito de marcar primeiro e depois buscar o jogo. E está dando certo", disse o zagueiro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.