André Luís gosta dos dois times gaúchos

O gaúcho André Luís teve que fazer força para esconder o time que prefere em seu estado. "Comecei gostando do Inter, depois passei a gostar até do Grêmio e agora torço para os dois times porque gosto do futebol gaúcho". Depois, ficou claro o motivo de sua divisão: sua mãe, dona Zaida, é colorada, enquanto seu padrasto, seo Hélio, é gremista. "Se o Santos vencer, minha mãe vai ficar contente", disse o zagueiro, completando: "meu padrasto torce para o Grêmio, mas eu estando aqui no Santos, ele vai torcer por mim, com certeza". De sua parte, só um pensamento: "precisamos vencer para continuar somando pontos e terminar o melhor possível o campeonato". Espera, porém, um jogo complicado. "O Grêmio vem aí lutando para evitar o rebaixamento e vai querer complicar, mas o professor Leão já falou que nós temos que ganhar e é isso o que pretendemos". A má colocação do adversário não deve ser um elemento que facilitará a vida dos santistas, na opinião de André Luís. "Quem fica pensando que é barbada, que é mole, mas o Grêmio precisa ganhar essas duas partidas aí para sair da zona de rebaixamento". O zagueiro acha que um outro complicador pode ser a prometida invasão da Vila Belmiro por torcedores gremistas num momento em que a torcida santista não está motivada, já que o Cruzeiro já garantiu o título antecipadamente. "Não é porque a gente não conquistou o campeonato que a gente vai relaxar nesses dois jogos e espero que a torcida santista esteja mais uma vez do nosso lado". André Luís é um dos jogadores que espera o resultado da eleição de sábado para começar a discutir seu novo contrato com o Santos. Mas não descarta uma saída para o exterior. "Se aparecer uma proposta que dê para fazer um bom ´pé de meia´, tem que ir". Mas se for para ficar no Brasil, quer continuar na Vila Belmiro. Além de ter começado no Santos, está de olho também na disputa da Libertadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.