André Rocha terá chance no Palmeiras

Com a suspensão do lateral-direito Baiano, o novato André Rocha deverá ser o dono da camisa 2 do Palmeiras no domingo, contra o Juventude, em Caxias do Sul. Para o jogador, trata-se da realização de um sonho. Há quatro meses, ele estava desempregado. Depois, disputou a Série C do Campeonato Brasileiro pela Portuguesa Santista. E, agora, numa ascensão meteórica, poderá estrear por um clube de ponta na Série A.André Rocha não esconde. "Estou ansioso. Nem acredito que isso está acontecendo", disse o lateral de 20 anos. "Quero deixar claro, porém, que estou preparado. Tenho treinado muito para que esta chance pudesse aparecer."Nascido num num bairro pobre e violento da Zona Sul de São Paulo (Capão Redondo), André Rocha conta que, na adolescência, viu muitos de seus amigos irem "para o caminho errado": o do tráfico de drogas. "Graças a Deus e à minha família, que sempre me instruiu, consegui ficar distante dessas coisas", revelou. Ele completou o segundo grau e ainda sonha fazer uma faculdade. ?Só não sei ainda o que estudar."Com o salário (R$ 7 mil), André comprou seu primeiro carro, um Palio, ano 2002. Até um mês atrás, enfrentava quase duas horas de ônibus do Capão Redondo até a Barra Funda, Zona Oeste de São Paulo, onde o Palmeiras treina. "Minha meta é mostrar serviço para ficar. Meu contrato acaba no fim do ano."Esse é o objetivo também do zagueiro Nen, cuja tarefa parece bem mais fácil. Ao contrário de André Rocha, que ainda nem estreou, Nen é titular absoluto no time de Estevam Soares. "Quando cheguei em janeiro, ninguém dava nada. Aos poucos, conquistei a vaga no time", afirmou Nen, que tem vínculo contratual com o Gama até 2006. "Meu contrato com o Palmeiras é por empréstimo e acaba em dezembro. A conversa para renovação até já começou."Contra o Juventude, o técnico Estevam Soares terá de volta o atacante Thiago Gentil, recuperado de lesão, e o volante Magrão, que está com a seleção. O meia Elson, com contusão no joelho, ainda é dúvida. E o volante Claudecir está suspenso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.