André Santos faz gol e dá assistência em jogo do Corinthians

Lateral-esquerdo é o destaque no primeiro treino do time que deve ser o titular na estréia no Paulistão

Vítor Marques, Jornal da Tarde

12 de janeiro de 2008 | 17h56

Recém-chegado ao Corinthians, o lateral-esquerdo André Santos mostrou neste sábado que a torcida pode acreditar que vontade não faltará em campo. Ele foi o destaque do primeiro jogo-treino do time no ano, vitória por 2 a 0 sobre a Inter de Limeira (que disputa a Série A-2 do Paulistão), ao marcar um gol e dar o passe para Finazzi fazer o outro.Em dois tempos de 30 por 30 minutos, o técnico Mano Menezes pela primeira vez colocou em campo o time que deve jogar na próxima quinta-feira, na estréia do Paulistão, contra o Guarani no Morumbi (às 21h45). O time foi escalado no 4-4-2 com: Felipe;Ratinho, Chicão, William e André Santos;Bruno Octavio, Carlos Alberto, Alessandro e Marcel; Lima e Finazzi.No primeiro gol, Finazzi marcou aproveitando de primeira um cruzamento de André Santos. Já no segundo gol o lateral-esquerdo foi cruzar, mas acabou surpreendendo e acertando o gol. A partida foi tranqüila para os corintianos, pois a Inter pouco fez no campo do Spa Sport, em Itu, onde o time está concentrado. O goleiro Felipe não fez nenhuma defesa importante. O único destaque negativo foi o atacante Lima, que perdeu um pênalti. O atacante Finazzi gostou da movimentação do time. "A idéia é manter essa equipe para a estréia no Paulistão. Os gols estão saindo com mais facilidade [ele fez três gols no coletivo de sexta]. O treino foi bom em termos de movimentação e sinto a equipe mais madura, mais experiente", diz, lembrando que a idade dos jogadores subiu com a nova escalação. Finazzi saiu ainda em defesa de Lima e espera que os outros jogadores estejam rapidamente à disposição, principalmente Acosta. "O Lima fez bom jogo-treino. Deixei ele bater o pênalti porque queria vê-lo confiante, mas infelizmente não deu certo. Já o Acosta é bom jogador, faz falta, quando voltar será uma boa opção."Já o zagueiro e capitão William acredita que terá sucesso na parceria com Chicão. "Por ser um primeiro trabalho, me entendi bem com o Chicão. Os jogadores mais experientes vão dar suporte para esses garotos."PROBLEMASO técnico Mano Menezes terá de esperar um tempo para poder contar com todos os jogadores do grupo. O lateral-direito Amaral machucou o joelho e foi liberado para ir a Fortaleza conhecer o filho recém-nascido, já que ficará 15 dias fora.Já quanto aos estrangeiros Acosta, Herrera e Suárez ainda não dá para saber a data em que estarão liberados para jogar, pois todos terão de ir a seus países para acertar a situação de sua inscrição. Só devem viajar ir após quarta.E o lateral-direito Coelho, que não ficou no Celtic, da Escócia, já está em São Paulo e aguarda seu destino. Ele diz que, se ficar no Brasil, será para jogar no Corinthians.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.