David Mercado/ Reuters
David Mercado/ Reuters

Andrés confirma Sornoza e diz que Boselli chega ao Corinthians na sexta

Presidente do clube revela proximidade da chegada de mais dois reforços para o elenco

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

03 Janeiro 2019 | 15h28

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, anunciou nesta quinta-feira a proximidade de conseguir dois reforços estrangeiros para a temporada 2019. O meia equatoriano Junior Sornoza, ex-Fluminense, já está no CT Joaquim Grava para realizar exames e assinar contrato, enquanto o argentino Mauro Boselli desembarca em São Paulo nesta sexta-feira, vindo do México, para cuidar da chegada ao time do Parque São Jorge.

"O Sornoza está acertado, deve assinar hoje (quinta-feira). Demorou burocracia do Fluminense e aí oficializamos. Boselli chega amanhã de manhã (sexta-feira), faz exames e depois conversa para assinar", disse Andrés em entrevista coletiva que marcou o retorno do técnico Fábio Carille ao cargo. O elenco se reapresentou nesta quinta à tarde para começar a pré-temporada.

Segundo o dirigente corintiano, ainda restam detalhes para que Boselli seja sacramentado jogador do clube. O atacante de 33 anos estava no León, do México, e deve assinar contrato por dois anos, com o papel de ser o novo centroavante da equipe. Já o equatoriano Sornoza possivelmente firmará um vínculo por quatro temporadas. A diretoria admite também ainda tentar trazer o atacante Luan, do Atlético-MG. "Vamos renegociar, não vamos pagar o que eles estão pedindo. A negociação era de outra forma, vamos conversar ainda", disse.

Antes dessas contratações, o Corinthians havia confirmou até agora as chegadas do lateral Michel Macedo, dos volantes Ramiro e Richard e dos atacantes Gustavo Silva e André Luis. A estreia do time em competições oficiais em 2019 será no dia 20, contra o São Caetano, pelo Campeonato Paulista.

PARCERIA

O Corinthians oficializou nesta quinta-feira a parceira com a empresa Orthopride, rede voltada à tratamento de ortodontia. O vínculo não compreende anúncio na camisa, mas sim ativações em redes sociais e campanhas durante jogos na arena.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.