Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Andrés deve escolher duas mulheres como vices em eleição no Corinthians

Conselheiras do clube desde 2006 são as mais cotadas para fazer parte da diretoria do ex-presidente

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2017 | 18h10

Candidato à presidência do Corinthians, Andrés Sanchez deve ter duas mulheres como vices em sua chapa para a eleição que ocorre dia 3 de fevereiro. Maria de Lourdes Jacob Mattavo e Edna Murad Hadlik deverão ser as escolhidas pelo deputado federal (PT) e ex-presidente do clube.

+ Presidente vê Corinthians perto de fechar com Renê Júnior e descarta Júnior Dutra

+ Balbuena curte férias e espera por reforços em seu retorno ao Corinthians

Maria de Loures e Edna são professoras e conselheiras do Corinthians desde 2006. O anúncio foi feito por André Luiz Oliveira, atual vice-presidente do clube e assessor parlamentar do deputado, em sua página no Instagram.

“São pessoas que conhecem o clube muito bem. Estão no Corinthians a quase 40 anos, sabem às necessidades dos sócios, são professoras e com certeza vão ser muito atuantes na diretoria. É uma inovação mas tem muita responsabilidade de nossa parte”, disse Andrés, em entrevista ao Estado.

As duas vagas como vices de Andrés eram postos bastante cobiçados pelos aliados do ex-presidente e que fazem parte do grupo "Renovação e Transparência". A ideia inicial era colocar uma mulher em uma vaga e Osmar Basílio, presidente do Conselho de Orientação do clube ficar com a outra. Mas Andrés decidiu preencher as lacunas com as duas mulheres.

A decisão é uma forma do grupo político demonstrar uma maior pluralidade na gestão, que conta apenas com homens na diretoria atual, comandada por Roberto de Andrade. Outra ação promovida pelo deputado é a promessa de que, caso seja eleito,  ex-atacante Ronaldo Fenômeno participará da diretoria.

Além de Andrés, participam da eleição outros três candidatos: Antônio Roque Citadini, Felipe Ezabella e Romeu Tuma Júnior. Osmar Stábile, que chegou a anunciar a candidatura, decidiu retirá-la para apoiar Citadini.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.