Clayton de Souza/Estadão
Clayton de Souza/Estadão

Andrés diz que Fifa ficou apavorada com a possibilidade de o Corinthians abrir mão da Copa

Ex-presidente afirma que o clube está no limite financeiro e sem financiamento e incentivos fiscais obras do Itaquerão serão paralisadas

Vitor Marques, O Estado de S. Paulo

20 de março de 2013 | 06h00

SÃO PAULO - A pouco mais de um ano da

Para terminar o estádio só do Corinthians, sem a Copa, quanto de dinheiro seria necessário e quem pagaria tudo isso?

Andrés Sanchez - Mais uns R$ 200 milhões, talvez. E negociaremos com os bancos que fizeram empréstimo com a Odebrecht. Pagaríamos com a receita do estádio, camarotes, publicidade, restaurantes, só que os juros seriam maiores (que os do BNDES).

Falar em Itaquerão sem a Copa é uma ameaça para receber o empréstimo?

Andrés Sanchez - Não é ameaça, é uma realidade. Eu não quero colocar a faca no pescoço de ninguém, eu já expliquei para o prefeito, para o governo... Infelizmente o Corinthians não tem mais caixa e não tem mais viabilidade financeira para pagar mais juros. Acreditem: nós estamos no limite.

O que dizem o Comitê Organizador Local (COL) e a Fifa a respeito disso?

Andrés Sanchez - Eles já foram avisados que se continuar dessa maneira vai parar tudo.

E o que eles disseram?

Andrés Sanchez - ‘Pelo amor de Deus! Não faça isso.’

Quando os CIDs, da Prefeitura, devem ser liberados?

Andrés Sanchez - Pela reunião que tive com o prefeito, nos próximos dias deve ser liberado. Alivia a pressão, mas não soluciona o problema.

Sobre a CBF, como vê a sucessão de José Maria Marin. Marco Polo Del Nero é um dos candidatos?

Andrés Sanchez - O Del Nero está em campanha. Agora quem será a oposição a ele eu não sei. E eu apoio qualquer cidadão do futebol contra o Del Nero.

Por quê?

Andrés Sanchez - Porque acho que o Del Nero não é o melhor nome para a CBF.

Quem seria esse nome? Você será candidato?

Andrés Sanchez - Tem vários nomes aí, alguns surgiram, não sei, tem presidentes de federações, de clubes, ex-presidentes de clubes, cada um tem direito. Não é eu querer, o candidato tem de surgir naturalmente, eu não trabalho com essa hipótese.

Como você viu a tragédia, a morte de um torcedor do San Jose, e a punição do Corinthians?

Andrés Sanchez - Foi o maior linchamento público de uma instituição, acho que o Corinthians não é responsável e foi tachado de criminoso sem ter culpa.

Morreu um jovem de 14 anos. Não acha que alguém tem de ser punido por isso?

Andrés Sanchez - Já pensou quantas pessoas morrem de acidente de carro, então vamos fechar as montadoras de carro. Cada um é responsável pelos seus atos, não teve briga generalizada, o clube não incentivou nada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.