Vitor Silva/SSPress/Botafogo
Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Andrés diz que liberou Jean para facilitar contratação do Corinthians

Presidente respondeu à oposição e explica que o clube está interessado na contratação de um atleta do time adversário

João Prata, O Estado de S.Paulo

06 Novembro 2018 | 20h32

O Corinthians tem três jogadores emprestados ao Botafogo: o zagueiro Yago, o lateral-esquerdo Moisés e o volante Jean. Desses, somente o último foi liberado pela diretoria do clube paulista para entrar em campo no jogo entre as equipes no domingo, no estádio do Engenhão, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A liberação de somente um jogador gerou grande polêmica nos bastidores. O jornal Correio Braziliense informou que a liberação aconteceu após pedido de Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara dos Deputados, ao presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, que é deputado federal pelo PT-SP.

O Estado contatou Maia e Sanchez, que negaram qualquer conversa. A oposição corintiana, o Movimento Corinthians Grande, solicitou formalmente junto ao conselho do clube que o presidente alvinegro desse explicações sobre o motivo de apenas um dos atletas ter sido liberado para entrar em campo.

Nesta terça-feira, Sanchez, por meio de nota, justificou que a liberação aconteceu para facilitar uma possível contratação do Corinthians. O mandatário, no entanto, não especificou qual jogador do Botafogo o clube está interessado. 

"Como estamos em negociações para a contratação de um atleta do clube carioca, aceitamos liberar o atleta Jean para disputar a partida em questão, sendo a multa contratual estabelecida em favor do Corinthians utilizada para facilitar a contratação por nós pretendida", escreveu Andrés.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.