Andrés promete mais um meia e um atacante no Corinthians

Após empate com o Barueri, o 4.º no Paulistão, presidente corintiano admite que time tem de melhorar

07 de fevereiro de 2008 | 09h38

O quarto empate seguido do Corinthians, na quarta, por 1 a 1 com o Grêmio Barueri, fez o presidente corintiano Andrés Sanches prometer reforços. "Estamos procurando algum jogador que se encaixe no perfil, mas está complicado achar o que queremos no mercado. Procuramos um meia e um atacante. A gente não vai fazer loucura, pois tudo está muito caro. Temos dificuldades, mas, com certeza, traremos um meia e um atacante."  Veja também: Atacantes corintianos admitem má fase e prometem trabalho Jejum de gols termina, mas Corinthians empata mais uma vez Classificação Calendário / Resultados  Mano Menezes culpa o árbitro pelo empate do Corinthians Bate-pronto - Corinthians: um time montado para 2008 Sobre o empate em Barueri, mesmo admitindo a deficiência do Corinthians no setor ofensivo, Andrés não deixou de dar uma parcela da culpa do resultado ao árbitro Marcelo Prieto Alfieri. "Tenho como mania não reclamar da arbitragem, mas disciplinarmente ele [o árbitro] foi péssimo. O Barueri não deixou o Corinthians jogar. Ele não prejudicou o resultado em si, mas ele deixou o jogo muito parado." Mas mesmo com todos os problemas que o time alvinegro vem enfrentando, Mano Menezes ainda tem muita moral com o presidente corintiano, que classifica o treinador como "nota 10" e enxerga a evolução do grupo do trabalho do técnico. "A cada rodada o time vai melhorando e espero que a bola entre mais. De qualquer forma, eu estou satisfeito com o time até este momento."  A 'LENDA' DO ESTÁDIOAssunto que já virou tabu no clube, o tão prometido estádio corintiano pode sair do papel e Andrés deixou bem claro que dessa vez a promessa tem fundamento. "Vou deixar algo bem claro sobre o Estádio, que é prioridade: temos três projetos e temos uma comissão para resolver isto. E, dentro de 30, 40 ou 60 dias, vamos fazer uma coletiva de imprensa para mostrar o projeto verdadeiro, com garantias bancárias, para que não sejamos novamente enganados como já fomos. Temos apenas o terreno de Itaquera, mas os projetos não dependem deste terreno. Nossa idéia é ter este Estádio até 2010, mas se fizermos depois, que seja."

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthainsAndrés Sanchez

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.