JF Diório/AE
JF Diório/AE

Andrés Sanchez admite Itaquerão a R$ 1 bilhão e prevê desgaste para Lula

Oficialmente, o estádio que abrirá a Copa de 2014 tem valor estimado em R$ 780 milhões

estadão.com.br

01 de outubro de 2011 | 16h45

SÃO PAULO - O presidente do Corinthians Andrés Sanchez admitiu que o Itaquerão, futuro estádio do clube que deve ficar pronto em 2014 e receberá o jogo de abertura daCopa do Mundo do Brasil, custará mais de R$ 1 bilhão. Em entrevista à revista Época deste fim de semana, ele também disse que a revelação do valor causará uma saia justa para o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva, torcedor declarado da equipe alvinegra. (Ouça o áudio da entrevista no site da revista)

"Quem fez o estádio fui eu e o Lula. Garanto que vai custar mais de R$ 1 bilhão. Ponto. A parte financeira ninguém mexeu. Só eu, o Lula e o Emílio Odebrecht [presidente do Conselho de Administração da Odebrecht]", afirmou Andrés. A Odebrecht é a construtora responsável pela construção do estádio.

Oficialmente, o montante total para a construção da arena será de R$ 780 milhões. O estádio está em construção no bairro de Itaquera, zona leste de São Paulo.

"Não vai ficar feio pra ninguém. Vai ficar, talvez, não imoral, mas difícil para o Lula. Porque vão falar: 'Pô, como é que uma empreiteira se submete a fazer isso? Por que o presidente pediu?'. É o que insinuam até hoje", afirmou Sanchez.

OUTRO LADO

Em nota oficial divulgada pelo Corinthians neste sábado, Sánchez desmentiu a parte das declarações publicadas pela revista. Veja o comunicado, na íntegra:

O presidente Andrés Sanchez vem a público para esclarecer que não disse à reportagem da Revista Época, publicada neste sábado, dia 1 de outubro, a seguinte frase "Garanto que vai custar R$ 1 bi", sobre o custo da construção do estádio em Itaquera.

Andrés Sanchez esclarece que disse justamente o contrário. O presidente afirmou que apesar de ter o primeiro orçamento em mais de R$1bi, o Corinthians lutou para baixar este valor para R$ 820 mi e que o custo total da obra não irá superar esta marca, já acordada entre Clube e Construtora. (Com ESPN)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.