Filipe Araujo/AE
Filipe Araujo/AE

Andrés diz que 'naming rights' de estádio do Corinthians está perto

Dirigente admite que duas empresas brigam pelo nome da arena

O Estado de S.Paulo

13 de novembro de 2015 | 15h45

Parece que finalmente o estádio Itaquerão, em São Paulo, deve receber um nome oficial nos próximos dias. O superintendente de futebol do Corinthians e ex-presidente, Andrés Sanchez, revelou nesta sexta-feira que faltam detalhes para o anúncio dos "naming rights" da arena.

"Está quase fechado, mas o torcedor pode ficar tranquilo porque estamos quase dois anos e meio atrasados, mas nos próximos dias vai fechar. Está tudo bem adiantado", disse o dirigente, em entrevista à SporTV. Ele contou ainda que contou que nem seu filho sabe qual são as empresas que brigam para dar nome ao estádio corintiano e que o anúncio pode acontecer antes do jogo contra o São Paulo no Itaquerão, no próximo dia 22, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem dar muitas pistas, Andrés Sanchez disse que o clube está irredutível sobre o pedido de cerca de R$ 400 milhões por 20 anos de contrato e que existem duas empresas próximas do acerto. "Uma faltam 20% e a outra, 40%. Tem uma empresa que é um projeto de trabalho, de varejo, e a outra de petróleo. A de varejo pode envolver o sócio torcedor. A de petróleo quer saber de eventos", explicou.

O dirigente ainda contou que o fato da imprensa não falar o nome da arena é algo que atrapalha nas negociações. Para exemplificar, citou o estádio Allianz Parque, casa do Palmeiras. "O que mais compromete é a internet e a imprensa, por não colocar o nome", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.