Gabriela Bilo/Estadão
Gabriela Bilo/Estadão

Andrés Sanchez é denunciado pela Justiça de SP por sonegação fiscal em empresa

Crimes teriam sido cometidos nas declarações da Orion Embalagens, que R$ 40 milhões em 2005, mas declarou capital social de R$ 5 milhões

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

05 de dezembro de 2016 | 13h52

A Justiça Federal de São Paulo encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília, denúncia contra Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, por sonegação fiscal em empresa familiar. O envio já era previsto quando a ação foi protocolada na 8ª Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo no dia 10 de novembro. Por ter foro privilegiado como deputado federal, a denúncia só pode ser apreciada pelo Supremo. Outras quatro pessoas também foram incluídas na denúncia.

De acordo com o inquérito da Polícia Federal, os crimes teriam sido cometidos nas declarações da Orion Embalagens. A empresa teria movimentado R$ 40 milhões em 2005, mas declarou capital social de R$ 5 milhões. No início do mês de novembro, o ministro Teori Zavascki, do STF, autorizou a abertura de inquérito para investigar Andrés na Operação Lava Jato por corrupção passiva.

O deputado nega as suspeitas de que tenha recebido propina durante a construção do Itaquerão. O advogado de Andres, David Bruskin, afirma que o envio ao STF representa apenas a tentativa de correção de um erro por parte do juiz que acolheu a denúncia. "Como o Andrés é deputado, a denúncia só pode ser apreciada pelo STF. O juiz apenas reconsiderou o recebimento", explica. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.