Andrés Sanchez traz Joaquim Grava de volta ao Corinthians

Contrato do antigo médico do clube, hoje no Santos, estava suspenso pelo antigo presidente, Alberto Dualib

Vítor Marques, Jornal da Tarde

11 de outubro de 2007 | 22h34

O novo presidente do Corinthians, Andres Sanches, que sonharia em tirar o técnico Vanderlei Luxemburgo do Santos, já conseguiu, pelo menos, trazer de volta o atual médico santista, Joaquim Grava. A princípio, Grava está reativando seu contrato de consultoria com o Corinthians, suspenso desde 2005. Mas já abre as portas para o seu retorno definitivo ao Parque. "Se eu não renovar com o Santos, é quase certeza que em janeiro eu volte a ser médico do Corinthians", admitiu Grava, com vínculo com clube da Baixada até dezembro. Sanches telefonou ao presidente santista, Marcelo Teixeira, para falar sobre o assunto. "Agora, o Sanches me pediu para eu reativar meu contrato, que estava suspenso pelo Dualib. Os último jogadores que eu operei no Corinthians foram o Roger e o Sebá", disse o médico. Pelo contrato de consultoria, Grava poderá, por exemplo, voltar a operar jogadores do Timão. E não necessita vir ao clube todos os dias.  Andres Sanches também nomeou, nesta quinta-feira, dois novos membros da diretoria. Felipe Ezabella assume a vice-presidente de Esportes Terrestres e Miguel Marques e Silva, a de Esportes Amadores. Já Antoine Gebran, ex-vice de futebol, continua no clube até o fim do Brasileiro. Ele será uma espécie de colaborador. Também foi um pedido do novo presidente. "Os jogadores tinham confiança em mim, e só restam oito jogos para o final do campeonato. Não tenho ambições políticas. Já que estava no barco, resolvi continuar", disse o dirigente, responsável pela contratação de Nelsinho Baptista.  Gebran disse que a diretoria não definiu ainda onde o Corinthians jogará suas três partidas finais como mandante. O jogo deste sábado, contra o Internacional, será o último do time no Pacaembu este ano. Depois, o estádio será reformado. Luxemburgo O técnico santista não confirmou nesta quinta os boatos de que trocaria o Santos pelo Corinthians em 2008. Amigo pessoal do novo presidente do Corinthians, Luxa teria papel fundamental no principal projeto de Andres Sanches, chamado "incubadora", para gerenciar a carreira dos atletas da base até possíveis transferências. "Desde que cheguei estão me tirando do Santos, e estou cumprindo meu contrato. Vamos discutir coisas mais importantes, como esta também, mas em momento mais propício", desconversou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.