Angola tenta, mas só empata com a seleção iraniana

A Angola precisava vencer por três gols de diferença para conseguir a classificação às oitavas-de-final da Copa. Mesmo assim, o técnico Luis de Oliveira Gonçalves montou um esquema defensivo e só colocou um atacante em campo (Akwa). O resultado foi que a equipe acabou empatando com o Irã nesta quarta-feira por 1 a 1, pelo Grupo D.Já eliminado, o Irã entrou "despreocupado" em campo e tentou surpreender os angolanos nas jogadas aéreas. No entanto, o primeiro lance que levou perigo ao gol de João Ricardo só aconteceu aos 23 minutos do primeiro tempo, quando o atacante Daei, livre na pequena área, cabeceou a bola sobre o gol.A Angola só foi melhorar na partida quando o meia Mateus deixou o jogo por causa de uma contusão no tornozelo direito. Sem alternativas, Oliveira colocou o atacante Love para jogar - o esquema com cinco homens no meio-de-campo foi desfeito e a equipe passou a ganhar velocidade.Love entrou bem na partida e quase marcou o primeiro gol angolano aos 48 minutos do primeiro tempo, quando acertou um belo chute da entrada da área, obrigando o goleiro Mirzapour a se esticar para espalmar a bola.No segundo tempo, a Angola foi para o tudo ou nada e conseguiu marcar logo aos 15 minutos - após um belo cruzamento de Zé Kalanga, o atacante Flávio, que tinha acabado de entrar no lugar de Akwa, desviou de cabeça, sem chances para o goleiro Mirzapour.Animados por causa do gol, os angolanos passaram a pressionar os iranianos e esqueceram da marcação. O castigo acabou acontecendo aos 29 minutos do segundo tempo. Numa cobrança de escanteio, o zagueiro Bakhtiarizadeh ficou livre na área e de cabeça marcou o gol de empate para o Irã.Após o empate, a equipe angolana entrou em desespero e passou a cometer muitos erros - o gol iraniano só era ameaçado com chutes de fora da área, que quase sempre acabavam indo para fora. Como consolo, restou para Angola comemorar o gol de Flávio, que foi o primeiro marcado pelo país em Copas do Mundo.Ficha técnica:Irã 1 x 1 AngolaIrã - Mirzapour; Kaabi (Borhani), Rezaei, Bakhtiarizadeh e Nosrati (Shojaei); Mahdavikia, Zandi, Madanchi e Teymourian; Hashemian (Khatibi) e Daei. Técnico: Branko Ivankovic.Angola - João Ricardo; Locó, Jamba, Kali e Delgado; Zé Kalanga, Miloy, Figueiredo (Rui Marques), Mateus (Love) e Mendonça; Akwa (Flávio). Técnico: Luis de Oliveira Gonçalves.Gol: Flávio, aos 15, e Bakhtiarizadeh aos 29 do segundo tempo.Cartões amarelos:. Locó, Madanchi, Mendonça, Teymourian, Zé Kalanga e Zandi.Árbitro: Mark Shield (Austrália).Local: Leipzig.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.