Angola vai à Fifa para ter jogadores na Copa do Mundo

A 39 dias para a Copa do Mundo, a Federação Angolana de Futebol pedirá à Fifa para acelerar o processo de liberação dos jogadores Pedro Emanuel e Chainho, que defenderam as seleções de base de Portugal. O vice-presidente da entidade, José Luis Prata, viajou nesta segunda-feira para a sede da Fifa, na Suíça, para tentar a permissão para que os atletas disputem o Mundial, que acontece entre os dias 9 junho e 9 de julho. O zagueiro Emanuel, 31, atuou na seleção portuguesa sub-21 e atualmente está no Porto. Ele finalmente concordou em jogar por Angola depois de ter rejeitado diversos outros convites para defender seu país de nascimento. Já o meia Chainho, 31, nascido em Angola e jogador do Marítimo, defendeu as seleções de base do país lusitano. Prata disse que Angola deseja uma intervenção particular do presidente da Fifa, Joseph Blatter. O país estréia na Copa do Mundo no dia 11 de junho, contra Portugal, pelo Grupo D. México e Irã completam a chave. Desde janeiro 2004, os jogadores com dupla cidadania, que nunca jogaram numa seleção acima da categoria sub-23, têm autorização para defender outro país. Os pedidos, no entanto, precisam ser feitos antes dos 21 anos, o que acabaria com as esperanças dos angolanos de contar com os dois jogadores.

Agencia Estado,

01 Maio 2006 | 15h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.