Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Angustiado com a sua fase e a do Cruzeiro, Robinho revela 'noites sem dormir'

Jogador ressalta a importância da conquista dos três pontos na próxima partida, contra o Botafogo

Redação, Estadao Conteudo

29 de outubro de 2019 | 15h22

Sabedor de que uma vitória no Engenhão, quinta-feira, às 21h30, diante do Botafogo, na 29.ª rodada vai tirar o Cruzeiro momentaneamente da incômoda zona de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, o meia Robinho ressaltou a importância da conquista dos três pontos e foi além ao revelar que a fase ruim do time, assim como a sua individualmente, está o "deixando sem dormir algumas noites".

"Precisamos ganhar. Não dá para adiar essas vitórias, não", disse o jogador, em entrevista coletiva nesta terça-feira. "Olhando a tabela, dependemos só da gente, vencendo o Botafogo a gente sai (da zona de rebaixamento)."

Lutar para fugir das últimas posições não tem sido agradável para o experiente jogador, de 31 anos. "É horrível (trabalhar com o clube na zona de rebaixamento), espero não acostumar com isso, não. Está chato."

Apesar da obrigação da vitória na quinta-feira, Robinho espera por um confronto complicado no Engenhão. "É ter tranquilidade, vai ser um jogo extremamente difícil. O Botafogo, no primeiro turno, controlou o jogo, time que gosta da posse de bola, como a gente também gosta, vai ser um jogo estudado."

Robinho lamentou os maus resultados obtidos pela equipe no segundo turno do Brasileirão. Foram sete derrotas e apenas duas vitórias nesta metade final do campeonato. "É uma semana que era para a gente estar fora (da zona do rebaixamento), mas demos mole. A gente está se preparando como para outros jogos, mas acho que vamos inicia a marcação mais em cima do adversário."

O jogador também fez uma auto análise ao comentar o seu momento técnico pelo Cruzeiro. "Os erros de passe têm de me incomodado muito. Talvez por estar tentado mais pelo fato de não estarmos fazendo tantos gols, de não estar conseguindo criar tantas jogadas. Isso está me deixando sem dormir algumas noites."

E ele completou: "Também está faltando um pouco de movimentação. Preciso melhorar, acertar mais, tenho conversado com o Thiago Neves para a gente jogar mais perto. Sou jogador que cria jogadas, se não criar o gol não sai".

Com 29 pontos, o Cruzeiro é o 17.º colocado no Brasileiro, um ponto atrás de Ceará e Fluminense, que se enfrentam quarta-feira, no Castelão, em Fortaleza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.