Vítor Silva/Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Animado, Botafogo busca 2ª vitória seguida para se distanciar da zona da degola

Time carioca encara, nesta quarta-feira, a Chapecoense, que tem a difícil missão de escapar do rebaixamento

Redação, Estadão Conteúdo

27 de novembro de 2019 | 10h03

A vitória sobre o Corinthians, por 1 a 0, no último domingo, deu um ânimo ao Botafogo na luta contra o rebaixamento. Nesta quarta-feira, o time vai até o interior de Santa Catarina enfrentar a Chapecoense, às 19h30, na Arena Condá, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Na 14ª colocação, com 39 pontos, o Botafogo busca a segunda vitória consecutiva para, quem sabe, aumentar sua vantagem sobre a zona de rebaixamento e se manter na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana de 2020.

Como nenhum jogador que foi amarelado na vitória sobre o Corinthians estava pendurado, a tendência é que o técnico Alberto Valentim mantenha a mesma formação do último jogo. A exceção é a volta do zagueiro Joel Carli, que cumpriu suspensão automática.

Por opção do treinador, o atacante Victor Rangel sequer viajou com a delegação do Botafogo para Chapecó. Esse é o segundo jogo seguido que o jogador de 29 anos não fica nem como opção no banco de reservas.

"Acho que vai ser um jogo difícil contra a Chapecoense, mas temos que ter a ambição de buscar os três pontos para sair logo dessa situação. Temos que seguir com essa luta e entrega. Isso vai fazer a diferença", disse o goleiro Gatito Fernández.

Chapecoense ainda tenta escapar do rebaixamento

A vitória sobre o Avaí deu novo ânimo à Chapecoense, que busca a difícil missão de escapar do rebaixamento na reta final do Campeonato Brasileiro. Na partida desta quarta-feira, contra o Botafogo, o técnico Marquinhos Santos não pode contar com o zagueiro Hiago, suspenso, mas tem reforços importantes. 

Para a defesa, Maurício Ramos está recuperado de lesão e deve ser o escolhido para entrar na vaga de Hiago. Há ainda a possibilidade de o volante Amaral ser improvisado no setor.

"É sempre bom vencer. Agora que conseguimos voltar a vencer, ainda mais em um clássico contra o Avaí, continuamos vivos e podemos seguir nessa batalha. Sabemos que a missão será difícil, mas vamos pensar jogo a jogo", analisou o zagueiro e capitão Douglas, confirmado na equipe mais uma vez.

Outro retorno será o do lateral Renato, que voltou a treinar normalmente após perder algumas atividades por conta de dores na panturrilha. Mesmo assim, ele não está confirmado na equipe e disputa uma posição com Eduardo. Renato também foi utilizado como meia ao longo da competição, mas o treinador deve manter o trio formado por Márcio Araújo, Campanharo e Camilo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.