Ag. Corinthians
Ag. Corinthians

Animado com G-6, Corinthians busca a reabilitação em casa contra o Atlético-MG

Fábio Carille muda quatro peças em relação ao time que perdeu para o Botafogo

Estadão Conteúdo

05 Outubro 2016 | 06h45

O inchaço da Copa Libertadores de 2017 para 44 participantes proporcionou o aumento de duas vagas com classificação pelo Campeonato Brasileiro e renovou o ânimo do Corinthians. Nesta quarta-feira, às 21 horas, no estádio Itaquerão, em São Paulo, o time entra em campo contra o Atlético Mineiro, pela 29.ª rodada, em uma nova condição na luta para se garantir na próxima edição da competição continental.

Em queda livre na tabela de classificação, o Corinthians viu a sua missão em busca da classificação à Libertadores melhorar significativamente. Em sétimo, o time alvinegro, que soma 41 pontos, tinha de tirar uma diferença de sete para o Santos, primeiro integrante do antigo G-4. Agora está apenas um atrás do Atlético Paranaense, o sexto.

Apesar da mudança ser positiva, segundo os corintianos o peso da responsabilidade continua intacto. "O Corinthians é um clube acostumado a ser campeão, a brigar pela ponta. Mesmo sem as seis vagas, a obrigação seria brigar lá em cima", comentou o meia Marlone. A situação pode ficar ainda melhor se o campeão da Copa do Brasil terminar o Brasileirão no G6. Com isso, o sétimo colocado estaria garantido na Libertadores.

Em campo, o Corinthians deverá ter quatro desfalques, pois o time paulista seguirá sem poder contar com o goleiro Cássio e o lateral-esquerdo Uendel, ambos vetados pelo departamento médico. O primeiro não entra em campo desde o duelo contra o Fluminense pela Copa do Brasil. Ele se machucou no aquecimento antes da partida seguinte, contra o próprio clube carioca, pelo Brasileirão, em 25 de setembro, e segue com dores no ombro esquerdo. Contra o Atlético, será novamente substituído por Walter.

Na lateral esquerda, Uendel está fora há cinco jogos e não foi liberado para voltar nesta rodada. Assim, Guilherme Arana segue no time. As novidades são as ausências de Fagner e Ángel Romero, que estão com as seleções de Brasil e Paraguai, respectivamente, para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

Conforme previsto, o técnico interino Fábio Carille vai promover as entradas de Léo Príncipe na lateral direita e Gustavo ao ataque. Rodriguinho e Giovanni Augusto voltam de suspensão direto para o time titular, com Marciel e Willians retornando para o banco de reservas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.