Ano começa agora, diz Candinho

Candinho aposta: o jogo desta terça-feira contra o Santo André marcará o verdadeiro início do seu trabalho no Palmeiras. A melancólica campanha que deixou o clube na décima posição no Paulistão ele nem conta. ?Quando cheguei o Palmeiras já estava mal no Paulistão. Todo mundo sabe disso. Em nenhum momento a campanha mereceu elogio. Mas vamos ser sinceros: qual é a prioridade para a diretoria e para a torcida neste semestre ? É a Libertadores. E o time aproveitou demais essas duas últimas semanas de preparação para fazer uma campanha que pode surpreender muita gente?, diz, otimista.Para não ver seu plano fazer água, Candinho conseguiu convencer os dirigentes da importância de levar o time até Itu. Por duas semanas a equipe esteve concentrada. Moracy Sant´anna, o preparador físico que se divide com a Seleção, teve participação nesta decisão. Os jogadores estavam mal preparados fisicamente. A marcação frouxa do Palmeiras se explicava pela falta de força.?Meus jogadores tiveram de enfrentar várias partidas seguidas sem tempo de fazer pré-temporada. Tinha de aproveitar essa folga inesperada que ganhei no calendário. Os trabalhos foram muito bem feitos em Itu. O grupo está mais forte e confiante?, aposta o treinador.Candinho não assume publicamente, mas também deu uma de psicólogo na concentração de Itu. Ele usou demais os experientes Marcos e o recém-contratado Juninho Paulista como exemplo. Deixou que os pentacampeões do mundo cutucassem os colegas.?Conversei com vários meninos. Deixei bem claro que eles devem estar animados, ansiosos para jogar o melhor que puderem. A chance de estar em um clube tão grande e tradicional e disputar a maior competição da América do Sul não se repete facilmente. Todos devem aproveitar?, diz Juninho.Juninho só poderá jogar na próxima fase da Libertadores. Assim como o atacante Washington, que veio da Portuguesa; e o zagueiro Leonardo, do Bahia. O argentino Gioino, de 32 anos, contratado do Universidad do Chile, já atuou na competição e só poderá disputar o Brasileiro.Candinho acha que reconquistará a torcida se conseguir boa campanha na Libertadores.?Esses falsos torcedores atrapalharam o Felipão e querem fazer a mesma coisa comigo. Não conseguirão! Aliás, nem levo essas pessoas em consideração. Ficam tirando sarro do Palmeiras. Torcedores são esses da Mancha e da TUP, que vão em todos os jogos. Não só de vez em quando.Candinho acredita que o milagre da Libertadores irá transformar todo o ambiente.?O ânimo dos jogadores é diferente. Somos líderes da nossa chave e vamos com moral para o jogo contra o Santo André. Mesmo perdendo, que é um resultado normal, continuaremos juntos com as outras equipes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.