Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

'Ano passado quebramos vários tabus', diz Tchê Tchê sobre clássico

Jogador do Palmeiras afirma não temer invencibilidade do Corinthians e se apega a feitos de 2016 para se motivar

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

11 de julho de 2017 | 17h59

O meia Tchê Tchê, do Palmeiras, disse nesta terça-feira que o time não teme a invencibilidade e a sequência positiva de resultados do Corinthians, adversário da equipe no clássico desta quarta-feira. Na véspera do encontro no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro, o jogador relembrou que este mesmo elenco conseguiu quebrar diversos tabus no ano passado e está preparado para outro feito.

"A invencibilidade do Corinthians não impressiona. Em um clássico tudo pode acontecer, tanto para o bom como para o ruim. Ano passado quebramos vários tabus, então vamos procurar fazer nosso melhor e vencer a partida", disse nesta terça em entrevista coletiva. O Corinthians está invicto no Campeonato Brasileiro e ostenta a série de 26 jogos sem perder. Foram apenas duas derrotas no ano.

Na temporada 2016, além de encerrar o hiato de 22 anos sem ser campeão brasileiro, o Palmeiras de Tchê Tchê ganhou do Sport na Ilha do Retiro pela primeira vez desde 2009, bateu o Inter no Beira-Rio pela primeira vez desde 1997 e superou o Atlético-PR na Arena da Baixada, algo que não conseguia desde 2008. Outro feito foi justamente contra o Corinthians. A vitória por 1 a 0 pelo Campeonato Paulista foi a primeira no Pacaembu desde 1995.

Tchê Tchê afirmou que o Palmeiras tem a favor para o clássico os 31 jogos invicto como mandante e bastante motivação para diminuir a desvantagem de 13 pontos que tem para o líder, o Corinthians. "Clássico é um jogo diferente. Quem vencer sai com o moral elevado e o outro vai ter uma turbulência, que é algo normal. Eles vivem um bom momento também, mas estamos jogando dentro de casa", disse.

O técnico Cuca encerrou a preparação com treino fechado na Academia de Futebol. O provável time titular para o clássico será: Fernando Prass; Tchê Tchê, Mina, Luan e Juninho; Thiago Santos, Bruno Henrique e Guerra; Róger Guedes, Dudu e Willian.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.