Anselmo da Costa é afastado do quadro de árbitros da FPF

Por trabalhar no Instituto Wanderley Luxemburgo, árbitro deixa de apitar jogos da A-1 para evitar 'confusão'

Bruno Winckler, Jornal da Tarde

29 de fevereiro de 2008 | 16h04

O árbitro Anselmo da Costa recebeu com naturalidade o seu afastamento do quadro de árbitros da Série A-1 do Paulistão. Ele é professor de arbitragem do Instituto Wanderley Luxemburgo (IWL) e por haver "conflito de interesses" entre a atividade e a atuação no campeonato estadual, o presidente da Comissão de Arbitragem da Federação Paulista, Marcos Marinho, decidiu afastá-lo não só dos jogos do Palmeiras como também dos jogos da primeira divisão paulista. "Não vejo conflito de interesses nenhum. Quem me remunera são os franqueados do Instituto, não o Luxemburgo", disse Costa. Lançado em outubro do ano passado, o IWL já vendeu 40 franquias no Brasil e duas no Estados Unidos. O árbitro não se incomodou com o fato de ter sido afastado. "Vou continuar apitando a Série A-2. Sei que sou competente. Esse afastamento veio para preservar a Federação e a minha imagem. Por ética é melhor não apitar os jogos do Palmeiras, mas se precisasse eu tenho a dignidade para apitar de forma imparcial. O Coronel Marinho sabe da minha idoneidade", diz Costa. Marinho é irredutível. "O Anselmo tem uma ligação com a Fundação do Luxemburgo. Vai ter que optar, infelizmente é assim. Ele vai apitar na A-2 e nas competições que não envolverem o Palmeiras" disse. Costa optou por continuar no Instituto. "O curso é uma faculdade reconhecida pelo MEC. Um projeto inovador e me orgulho de fazer parte. Vou continuar", disse Costa.

Tudo o que sabemos sobre:
ArbitragemAnselmo da CostaFPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.